Diretor explica negociação do Botafogo por Ojeda e não fecha portas


Martín Ojeda foi um dos "protagonistas" do Botafogo na janela de transferências. Apesar de não ter fechado com o clube, o argentino foi uma das principais negociações do Alvinegro no período. O clube chegou a ter um acordo com o atleta de 23 anos, mas o Godoy Cruz-ARG fez jogo duro. André Mazzuco, diretor do clube, deu detalhes.

+ Botafogo: Tiquinho superou Bruno Fernandes e Luís Díaz em conversão de gols em Portugal

- No caso do Ojeda, o Godoy Cruz nunca optou pelos termos que já acordaram com o próprio clube... Somos muito maiores do que qualquer negociação. É um jogador interessante, mas não é um cara que sai do nosso circuito. O Godoy não queria liberar. Nós queríamos negociar, mas o Godoy não tinha interesse. Para o futuro, quem sabe, é um jogador que achamos interessante. Tem coisas que não controlamos. Quem tem direito pode optar por sim ou não. As pessoas falam da multa, mas temos que ser coerentes com o clube, e por isso que nesse momento não concluímos o Ojeda - afirmou.

O Glorioso contratou dez jogadores nesta janela. O diretor fez uma avaliação sobre o desempenho do clube no mercado e vê como positivo as chegadas do Alvinegro.

- A gente cada enfrenta essa realidade nova de criar essa expectativa gigante, encaramos com naturalidade. Optamos por adotar um pouco mais de resiliência nessa janela porque se não entramos num ciclo que é difícil. Cada hora é um nome diferente porque é engraçado que cada hora entra um nome que a negociação não é aquela. Tinham várias negociações em curso - disse, antes de seguir.

- A gente tem que lembrar que sempre tem o outro lado, cito o próprio exemplo do Olympiacos, tinha uma relação com eles com outros jogadores que já negociei com eles em outros clubes. O primeiro momento é identificar se o atleta quer vir para o Botafogo e aí entra a negociação com o detentor com o atleta. O Tiquinho houve essa exigência dele atuar e obviamente aguardamos. Tiveram playoffs da Champions e Liga Europa - contou.

- Foi uma janela boa, qualificamos o elenco de uma maneira satisfatória, temos um elenco com jogadores de uma maneira que nos atende. Nós não tivemos pré-temporada, os jogadores chegam em momentos diferentes das próprias temporadas. Hoje nós temos um elenco de qualidade, que, se com tempo, colocado de maneira progressiva, vai ter sucesso. Não tenho dúvida que temos a qualidade total que vamos cumprir o que temos que cumprir - finalizou.