Diretor do Atlético-MG comenta sobre possível ausência na Libertadores: 'Impacto seria grande'

Diretor analisou impacto de eliminações no elenco (Reprodução/GaloTV)


O ano de 2022 não foi tão generoso para o Atlético-MG. Eliminado da Copa Libertadores e da Copa do Brasil, o Galo também vive uma má fase no Brasileirão, onde a equipe tem como maior objetivo a classificação para a Libertadores de 2023. Analisando o momento, Rodrigo Caetano, diretor executivo do clube, falou sobre o impacto que uma não classificação traria

Segundo o dirigente, a hipótese nem passa pela cabeça do clube.

- O nosso trabalho é unir todas as forças possíveis para que transformemos este objetivo (Libertadores), que pode ser pequeno, na vida do Galo até o fim do ano, é o que a gente tem para conquistar. O impacto seria grande, a gente não pensa nessa hipótese, viu? - expressou Caetano em entrevista para à Rádio 98FM.

O Atlético-MG é o atual 7º colocado do Campeonato Brasileiro, com 40 pontos. O clube tem três pontos a menos que o primeiro colocado do G-6, o Athletico-PR, com 43, e cinco a menos que o primeiro integrante do G-4, o Fluminense, com 45.

O Galo volta a campo no próximo sábado, às 16h30, contra o Avaí, em Santa Catarina, pela 27ª rodada do Brasileirão.