Dinizistas x Abelizados: Fluminense e Palmeiras fazem duelo de estilos personalizados


Dois treinadores de personalidade forte e que têm sido pauta frequente no futebol brasileiro. De um lado, Fernando Diniz, nome da nova geração nacional que ainda não conquistou um grande título, mas insiste em sua filosofia e tem feito o Fluminense jogar o que muitos consideram como "melhor futebol do país". Do outro, Abel Ferreira, multicampeão com o Palmeiras mas ainda contestado externamente.

Em comum, além do bom trabalho, o "ame ou odeie" que os dois provocam. Os times se enfrentam neste sábado, às 19h, no Maracanã. O confronto entre líder e vice-líder do Campeonato Brasileiro tem transmissão em tempo real do LANCE!.

Depois da primeira passagem em 2019, quando acabou demitido, Diniz voltou ao Fluminense em maio, dias depois de Abel Braga entregar o cargo. Foi um movimento rápido do clube e que contou com o apoio dos jogadores desde o primeiro minuto. O grupo pediu para a diretoria e não fez questão de esconder nos bastidores a vontade de trabalhar com o treinador.

A demissão dele há três anos, inclusive, é vista como um dos maiores erros da gestão pelo próprio presidente Mário Bittencourt, que fecha seu primeiro mandato ao final de 2022. Apesar do título do Estadual no início do ano, a mudança de mentalidade é clara no Fluminense. Agora, a noção de que o Tricolor está na briga por títulos é mais clara do que nunca.

Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

Diniz conseguiu consolidar a base do Flu que já era boa com Abel Braga. Nomes como Paulo Henrique Ganso, Germán Cano e Jhon Arias já vinham muito bem com o treinador anterior e seguem sendo regulares no melhor momento do time em 2022. Os maiores méritos, talvez, sejam na consolidação de nomes como Samuel Xavier, Nonato, Manoel e até Caio Paulista, que não vem bem, mas teve momentos positivos.

Nos 28 jogos de Diniz, o Fluminense tem 17 vitórias, sete empates e quatro derrotas. São 58 gols marcados e 30 sofridos nesse período. O ponto mais positivo é o ataque, que se encontrou de vez e está em ótima fase com Germán Cano e Arias brilhando. Já a defesa ainda precisa de algumas adaptações e está sofrendo nos últimos jogos.

Fernando Diniz - Fluminense
Fernando Diniz - Fluminense

Diniz vive ótimo momento no Fluminense (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)

CABEÇA FRIA...

Abel Ferreira está prestes a completar dois anos de trabalho no Palmeiras. Além de acumular títulos, recordes, feitos históricos e um trabalho consolidado, ele provoca uma série de sentimentos distintos. Amado pela torcida alviverde, ele não goza de tanto prestígio em outros meios, incluindo entre colegas e na mídia.

Um "desconhecido" antes de desembarcar na Academia de Futebol, o português provou sua qualidade rapidamente, com muito trabalho, e com entrevistas coletivas que pareciam aulas, as quais muitos paravam para ver o que ele dizia (e ainda diz). Mas esses holofotes nem sempre causam boa impressão e os haters também surgiram.

Ao mesmo tempo em que conquistava seus cinco títulos, sendo duas Libertadores vencidas em cima de dois rivais brasileiros, as contestações também cresciam por parte dos "antis", da mídia especializada e até mesmo dos colegas de trabalho no país, com alguns desses atores usando das mais diversas armas para atacar o português, incluindo ofensas pessoais e a familiares do treinador.

Mas, por outro lado, uma massa formada pela quarta maior torcida do país foi "Abelizada" diante do que o trabalho, a personalidade e o carisma de Abel Ferreira mostraram ao longo desses quase dois anos. O técnico se tornou um torcedor também, aderiu ao "palmeirismo", ao sentimento pelo verde e ao lema do "contra tudo e contra todos". Nem mesmo as críticas de fora o fizeram mudar sua forma de agir.

É com essa legião de palmeirenses e admiradores que Abel Ferreira segue firme e forte no comando de um dos gigantes do futebol nacional, buscando dois títulos nesta temporada, sendo um deles o Brasileirão, que terá mais uma decisão, agora contra o Fluminense, neste sábado, no Maracanã. O processo de "Abelização" é irreversível.

Palmeiras x Flamengo - Abel Ferreira
Palmeiras x Flamengo - Abel Ferreira

Abel Ferreira vai fazer dois anos de Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)