Diego Costa pode se tornar um dos mais jovens capitães a erguer um troféu pelo São Paulo


Jogador mais vezes capitão do São Paulo na temporada, o zagueiro Diego Costa pode entrar para a história neste sábado (1) como um dos atletas mais jovens da história tricolor com a braçadeira a erguer um troféu pelo clube do Morumbi, caso a equipe vença o Independente del Valle, do Equador, na final da Copa Sul-Americana.


+ Torcida do São Paulo invade Córdoba para final da Copa Sul-Americana

Segundo levantamento feito pela página 'Anotações Tricolores', Diego Costa, com 23 anos, é superado por Muller, que tinha 21 quando foi o capitão da conquista do Campeonato Paulista de 1987, e Bordon, dono da braçadeira na Copa Conmebol de 1994.

A lista tem duas controvérsias. A primeira é a da própria Sul-Americana em 2012. Rogério Ceni, então com 39 anos, deu a braçadeira para o jovem Lucas Moura, 18, após o término do jogo para que a promessa, vendida ao PSG durante a campanha, levantasse o troféu em sua despedida. O episódio foi lembrado pelo agora técnico após a goleada por 4 a 0 sobre o Avaí, no último domingo (25).

- Deus queira que ele possa repetir outro menino da base, dez anos atrás, que foi o Lucas, e possa levantar esse título. Seria de suma importância, para a carreira dele, para a nossa, para a minha, para o clube. Vamos torcer para que isso aconteça.

O outro asterisco, como se diz, vem de 1994. Na Recopa Sul-Americana que o Tricolor levou sobre o Botafogo, em jogo disputado no Japão, o meia Juninho, então com 20 anos, começou como capitão, mas foi substituído e passou a braçadeira ao goleiro Zetti.

Tradicionalmente, a faixa de capitão são-paulino é reservada a jogadores mais experientes, em especial nos jogos decisivos.

Desde a fundação do São Paulo, em 1930, apenas quatro capitães levantaram taças pelo Tricolor antes de completarem 25 anos. Além de Müller e Bordon, Raí (aos 24 anos, no Paulista de 1989)
e Edmílson (aos 23, no Paulista de 2000) alcançaram o feito.

Nos outros 38 títulos oficiais do clube, os capitães sempre tinham 26 anos ou mais. Ceni, de novo na Sul-Americana de 2012, foi o mais velho capitão campeão.

Cria de Cotia, o zagueiro natural de Campo Grande (MS) completará ante o Independiente del Valle a sua centésima partida com a camisa tricolor. Foram três gols ao todo na carreira pelo clube.

Ao todo na temporada, Diego Costa usou a braçadeira em 22 partidas do Tricolor no ano. Em seguida na lista, vem Rafinha, com 14 partidas, e Miranda, com 13.Nenhum outro atleta do elenco foi capitão mais do que cinco vezes.

Conta ainda a favor de Diego o fato de ele ser o único jogador a ostentar a faixa em três jogos seguidos, o que já aconteceu três vezes, todas nos últimos dois meses, incluindo a sequência atual (Flamengo, Ceará e Avaí).

> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!