Desfalcado, São Paulo enfrenta um Atlético-MG invicto há um mês

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um São Paulo fortemente desfalcado enfrenta neste domingo (10) o Atlético-MG, que pode até alcançar a liderança do Campeonato Brasileiro, a depender de outros resultados da rodada.

Terceiro colocado, o clube mineiro está a dois pontos do líder Palmeiras. Já o tricolor paulista tem 22 pontos e ocupava a sétima colocação. O jogo, às 18h (de Brasília) deste domingo (10), no Mineirão, é válido pela 16ª rodada do Nacional.

O São Paulo entrará em campo com diversas baixas. Cinco jogadores cumprem suspensão por acúmulo de cartões amarelos: Diego Costa, Léo, Gabriel Neves, Rodrigo Nestor e Luciano. Outros seis seguem vetados pelo departamento médico: Luan, Walce, Arboleda, Gabriel Sara, Alisson e Caio.

A lista de desfalques tem preocupado o técnico Rogério Ceni. Depois da classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana, o treinador do São Paulo se mostrou preocupado com a sequência de cinco jogos nos próximos 15 dias.

Quatro dias após o duelo contra o Atlético, o clube visita o Palmeiras, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Depois, enfrentará o Fluminense (17/7), em casa, Inter (20/7), fora, e Goiás (23/7), no Morumbi.

"De três em três dias está provado que você sofre muito mais fisicamente. Com viagem no meio, mais ainda. Essa é a grande preocupação, que a gente possa não ter mais lesões. Mas, para isso, vamos ter que levar jogo a jogo", disse Ceni, em entrevista coletiva.

Além dos desfalques, o clube tricolor terá que enfrentar outro adversário extra-campo: a confiança do Atlético-MG, que não perde uma partida há um mês.

ATLÉTICO EM ASCENSÃO

O técnico Turco Mohamed esteve por um fio no Atlético-MG. Bastaria um empate contra o Flamengo, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, para o treinador perder o cargo. Felizmente para ele, o time reagiu, os resultados aconteceram e a pressão sobre o treinador praticamente sumiu —embora ainda exista uma desconfiança. Sem perder há um mês, o Atlético vive um momento de estabilidade e, agora, projeta um crescimento dentro de campo.

Na terça-feira (5), quando bateu o Emelec, na Libertadores, a atuação da equipe não foi das melhores. Foi o bastante para não sofrer sustos diante de um adversário menos qualificado, mas pela diferença técnica entre as equipes, ficou a sensação de que poderia jogar mais. É o que o Atlético busca a partir de agora.

Com a recuperação de atletas que estão no departamento médico, o meia Zaracho retornou no jogo passado, por exemplo, além das voltas de Jair e Keno, que estão próximas de acontecer, o elenco alvinegro terá um ganho técnico. Nas próximas semanas também estarão à disposição de Turco Mohamed os reforços contratados para o segundo semestre. O zagueiro Jemerson e os atacantes Cristian Pavón e Alan Kardec já poderão jogar a partir do dia 18 deste mês, enquanto o meia Pedrinho terá de esperar até o começo de agosto.

"Esperamos que esta semana recuperemos alguns jogadores lesionados, como Keno e Zaracho. Sabemos que, em duas semanas, podemos contar com os jogadores que chegaram, os reforços. Não posso escolher nenhuma competição porque me exigem ganhar todas (risos). Não podemos descartar nenhuma competição", respondeu Turco Mohamed, em tom bem-humorado, em que nada lembrou os momentos de maior pressão.

A última derrota do Atlético foi para o Fluminense, dia 8 de junho, quando levou 5 a 3, no Maracanã. A pressão que já existia naquele momento, pelo futebol nada convincente apresentado pelo time, ficou muito grande. Desde então foram cinco vitórias e três empates, sendo dois deles ainda num momento de muita cobrança. Os empates com Santos e Ceará fizeram a pressão sobre Turco Mohamed crescer.

Desde o primeiro duelo com o Flamengo, pelo Brasileiro, foram seis partidas, com cinco vitórias e apenas um empate. O Atlético tem a vantagem do empate diante do clube rubro-negro, no duelo de pelas oitavas de final da Copa do Brasil, já está nas quartas de final da Copa Libertadores, e a diferença para o líder Palmeiras, no Brasileiro, é de apenas dois pontos.

Com uma pressão menor, reforços contratados e lesionados que estão voltando, o Atlético busca uma melhora de desempenho neste segundo segundo semestre. Como o aproveitamento é bom, o trabalho na Cidade do Galo é para aliar futebol de qualidade e resultados, no momento mais decisivo da temporada.

Neste domingo, um provável Atlético-MG tem: Everson; Mariano (Guga), Nathan Silva, Junior Alonso e Arana; Allan e Otávio; Nacho, Zaracho (Rubens) e Vargas; Hulk.

Já o São Paulo deve ir a campo com: Jandrei; Igor Vinícius, Miranda, Luizão e Reinaldo; Pablo Maia, Igor Gomes, Talles Costa e Patrick; Éder e Calleri.

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Horário: Às 18h (de Brasília) deste domingo (10)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)

VAR: Adriano Milczvski (PR)

Transmissão: SporTV e Premiere

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos