Depois de bater na França, Leclerc tentará reação no GP da Hungria de F1

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Depois do acidente no Grande Prêmio da França no último domingo, o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, tentará se recuperar no Mundial de Fórmula 1 na etapa deste fim de semana na Hungria, a última antes da pausa de meio de temporada, para continuar na luta pelo título do campeonato de pilotos.

Tudo deu errado para Leclerc no circuito de Le Castellet: ele liderava a prova quando perdeu o controle de sua Ferrari na 18ª volta e bateu na barreira de pneus, abandonando a prova e deixando o caminho livre para seu grande rival, o holandês Max Verstappen, da Red Bull.

Verstappen venceu a corrida e ampliou para 63 pontos sua vantagem na liderança no Mundial de pilotos sobre o monegasco.

No circuito de Hungaroring, que fica a pouco mais de 22 quilômetros de Budapeste, Leclerc terá a chance de se reabilitar na classificação antes do mês de férias de meio de ano da F1.

Na atual temporada, somente a Ferrari parece ter condições de competir com a Red Bull, embora a equipe tenha tido problemas em mais de uma ocasião para terminar corridas.

Nas 12 primeiras etapas do ano, a escuderia italiana é a que acumula mais abandonos de prova, um total de sete. Sua margem de erro diminui a cada corrida.

"As coisas ficaram mais complicadas, mas (o título) não é impossível", disse o chefe da Ferrari, Mattia Binotto, depois do GP da França.

"O mais importante é ver que temos o potencial. Não há nada que nos impeça de vencer as dez últimas corridas", acrescentou Binotto.

Mas para isso será preciso evitar as quebras de motor e decisões estratégicas duvidosas. Seus pilotos, Leclerc e o espanhol Carlos Sainz, também devem minimizar os erros se quiserem ser rivais de verdade para um Verstappen ambicioso e com sua potente Red Bull.

O holandês, atual campeão mundial, parece concentrado e ciente do seu maior obstáculo rumo ao título: "Em Budapeste creio que será um pouco mais difícil para nós. Acho que a Ferrari vai ser muito, muito rápida".

- Mercedes corre por fora -

A Red Bull lidera o campeonato de construtores à frente da Ferrari (396 pontos contra 314). Já a Mercedes (270) vem se aproximando aos poucos dos italianos, sobretudo depois que Lewis Hamilton e George Russell subiram no pódio no GP da França.

A equipe alemã colocou seus pilotos entre os três primeiros nos quatro últimos Grandes Prêmios, mas ainda não venceu na temporada.

Hamilton, que tem o recorde de vitórias em Hungaroring (oito), constatou na França que a Mercedes ainda não está no nível da Red Bull. Se a equipe conseguiu colocar seus dois pilotos no pódio, foi em grande parte pelos contratempos da Ferrari (abandono de Leclerc, punição a Sainz).

A programação do GP da Hungria segue o modelo clássico: duas sessões de treinos livres na sexta-feira e uma no sábado, antes do treino de classificação para o grid de largada, e a corrida no domingo.

-- Programação do Grande Prêmio da Hungria, 13ª etapa do Mundial de Fórmula 1, no circuito de Hungaroring:

Sexta-feira:

9h-10h: treino livre 1

12h-13h: treino livre 2

Sábado:

8h-9h: treino livre 3

11h-12h: treino de classificação

Domingo:

10h: início da corrida (70 voltas ou duas horas de prova)

. Classificação do campeonato de pilotos:

1. Max Verstappen (HOL/Red Bull) 233 pts

2. Charles Leclerc (MON/Ferrari) 170

3. Sergio Pérez (MEX/Red Bull) 163

4. Carlos Sainz (ESP/Ferrari) 144

5. George Russell (GBR/Mercedes) 143

6. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 127

7. Lando Norris (GBR/McLaren) 70

8. Esteban Ocon (FRA/Alpine) 56

9. Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo) 46

10. Fernando Alonso (ESP/Alpine) 37

11. Kevin Magnussen (DIN/Haas) 22

12. Daniel Ricciardo (AUS/McLaren) 19

13. Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) 16

14. Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin) 15

15. Mick Schumacher (ALE/Haas) 12

16. Yuki Tsunoda (JPN/AlphaTauri) 11

17. Zhou Guanyu (CHN/Alfa Romeo) 5

18. Lance Stroll (CAN/Aston Martin) 4

19. Alexander Albon (TAI/Williams) 3

20. Nicholas Latifi (CAN/Williams) 0

21. Nico Hülkenberg (ALE/Aston Martin) 0

. Classificação do campeonato de construtores:

1. Red Bull 396 pts

2. Ferrari 314

3. Mercedes 270

4. Alpine 93

5. McLaren 89

6. Alfa Romeo 51

7. Haas 34

8. AlphaTauri 27

9. Aston Martin 19

10. Williams 3

Obs.: Sebastian Vettel (ALE), positivo para Covid-19, ficou de fora dos dois primeiros Grandes Prêmios, e foi substituído por Nico Hülkenberg (ALE)

hdy/ole/dr/iga/cb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos