Defesa do Botafogo se destaca no Brasileirão e consolida referências na equipe de Luís Castro

Botafogo tem bons números nas interceptações, desarmes e viradas de jogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)


A três pontos da liderança do Brasileirão, o Botafogo vem fazendo uma campanha estável em 2022. Apesar da derrota na última rodada, o Alvinegro vem evoluindo em campo e conta com bons números defensivos. Embora o saldo de gols não mostre grande vantagem, as estatísticas demonstram que a equipe de Luís Castro tem a proposta de um futebol que equilibra todas as fases da partida. Nesta dinâmica, Oyama, Víctor Cuesta, Daniel Borges, Chay e Saravia são referências do elenco, que ditam o ritmo do Glorioso na competição.

Nesta altura do campeonato, o Botafogo é o quarto clube do Brasileirão que mais faz desarmes, com 121 acertos e apenas 25 erros. Os números se traduzem em 82,88% de aproveitamento, que se devem muito ao desempenho de Saravia e Luís Oyama. Ambos se encontram no "top 20" de jogadores que mais desarmam na Série A. Os dados são do site "Footstats".

+ LANCE! faz balanço dos reforços do Botafogo; time chega a dez jogos com a comissão de Luís Castro

O número de interceptações também impressiona. O Alvinegro é o primeiro no quesito entre os 20 clubes, e tem 85% de aproveitamento, com 51 movimentos corretos e apenas nove errados. Oyama, que também é a única constante no meio-campo do mister, é o segundo jogador que mais tem sucesso ao evitar as bolas adversárias. No ranking, Chay e Víctor Cuesta também se destacam, em 8° e 9° lugar, respectivamente.

Nas viradas de jogo, Daniel Borges é a principal arma da equipe, em 9° lugar. A equipe é a sexta que mais reverte na competição, e coonta com 28 acertos e somente 5 erros, com 84.85% de sucesso. Desta forma, a bola chega poucas vezes para Gatito Fernández, que também é destaque nas defesas difíceis e ocupa a 6ª colocação no ranking do "SofaScore".

Contudo, os nove gols sofridos pelo Botafogo nesta temporada, versus os 11 marcados, podem levantar dúvidas quanto à efetividade do sistema defensivo. Embora haja um desempenho favorável nos movimentos, os deslizes também acontecem, como se espera de qualquer equipe em maturação. Assim, o Alvinegro é o time que mais perde a posse de bola e sofre com contra-ataques por vezes.

Erison e Victor Sá são os jogadores que mais perdem a bola em campo. Por outro lado, o centroavante geralmente é o primeiro a encontrar a defesa adversária e procura buscar a posse desde o meio. O desempenho do meia pode ser entendido através da quantidade de vezes em que se arrisca, já que é o terceiro jogador que mais dribla na Série A, de acordo com o "SofaScore".

Veja a classificação da Série A do Brasileirão

Ainda há um longo caminho até que o Botafogo conquiste a regularidade que deseja. Porém, Luís Castro conseguiu encaixar um sistema defensivo sólido que dá segurança para que os atacantes se arrisquem sem grandes prejuízos. Desta forma, números e desempenho conversam se observados os jogos em que o Botafogo saiu atrás no placar, mas garantiu pelo menos o empate. Passo a passo, a barreira alvinegra vai sendo construída.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos