Decisão da Justiça obriga o Vasco a apresentar contratos com a 777 Partners ao Conselho de Beneméritos

Vasco vive momentos de mudanças, mas a velha rotina tensa na Justiça (Foto: Felippe Rocha/LANCE)


O Vasco sofreu uma derrota nos tribunais. Um grupo de cinco beneméritos do clube obteve uma liminar que obriga a diretoria a apresentar a eles os contratos trocados com a 777 Partners. A empresa estadunidense tem encaminhada a compra da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) cruz-maltina. A informação foi publicada primeiramente pelo jornalista Wellington Campos, da "Rádio Tupi".

Na decisão, o desembargador Luiz Roldão de Freitas Gomes Filho entende que, por serem beneméritos, tais sócios têm direito a lerem tais contratos. O clube afirma ainda não ter sido informado oficialmente.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Por outro lado, o presidente do Conselho Deliberativo do Vasco, Carlos Fonseca, afirmou, no início da reunião desta quarta-feira, que não havia impedimento ou preocupação para que ela ocorresse. Ele afirmou estar respaldado pelo vice-presidente do departamento jurídico do clube, Jose Candido Bulhões.

- Consultei nosso jurídico. O Vasco não foi intimado, mas pude depreender que não há qualquer decisão para a não realização da decisão. Conversei longamente com o VP jurídico. Não há impedimento para a realização desta reunião - explicou, em resposta ao benemérito Rafael Landa.

A reunião desta quarta-feira do Conselho Deliberativo tem o objetivo de recomendar ou não a venda de 70% da SAF à 777 Partners. O debate teve início às 20 horas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos