Díaz vai de garoto franzino a talismã de Klopp no Liverpool

MACEIÓ, AL (FOLHAPRESS) - Luis Díaz mudou vários jogos para o Liverpool. Em um deles, a segunda partida contra o Villarreal pelas semifinais da Champions League, após 45 minutos de domínio do adversário, o colombiano de 25 anos entrou em campo e foi decisivo na vitória de seu time. Para isso, usou seu corpo delgado para marcar de cabeça, o que nem é sua especialidade, no triunfo de virada por 3 a 2.

Ele está no clube desde a última janela de transferências. Chegou do Porto em janeiro, sob o custo de 49 milhões de libras (R$ 352 milhões, na cotação época), inclusos bônus e cláusulas de contrato, e tem sido um jogador em quem Jürgen Klopp confia, com rápida adaptação.

Antes, houve dificuldades, consideráveis para um garoto franzino, mas constante ambição. Até hoje, listado com 1,78 m e 65 kg, ele não tem um corpo à Cristiano Ronaldo. Mas, como observou um de seus treinadores na juventude, John "Pocillo" Díaz, a gana é enorme.

"Ele sempre quis ser um jogador profissional. Lucho era um grande fã de Ronaldinho e até disse que seu sonho era tirar uma foto com Cristiano Ronaldo e Messi. Ele queria ver os maiores estádios torcendo por ele, chamando seu nome e aplaudindo uma de suas boas partidas", contou à Folha de S.Paulo.

"Ele era muito magro e humilde. Lucho não comia bem, mas era muito rápido em campo. Promovemos algumas mudanças, e ele acabou fazendo cinco refeições por dia. Seu jogo tinha poucos problemas. Ele era atacante, mas não levantava a cabeça quando estava com a bola, e nós o transformamos em ponta", recordou Pocillo.

Pocillo e Luis Díaz se conheceram em 2015, durante a Copa América de Povos Indígenas. Houve no início uma relação entre treinador e jogador que depois se transformou em amizade. Para estar na competição, Díaz sobreviveu a um teste com cerca de 400 jogadores na Colômbia.

"Lá, ele se destacou. Já era muito forte com o pé direito. Costumava driblar para o meio, usando a perna direita para chegar fortemente ao ataque, como o vemos fazer no Liverpool. Poucas coisas ainda estão para ser vistas no futebol dele, mas uma delas é que é um excelente batedor de faltas", afirmou Pocillo.

Mais tarde naquele ano, Luis Díaz se juntou ao Barranquilla FC, afiliado do Junior Barranquilla, da primeira divisão da Colômbia. Na transição para o clube-mãe, como recorda Fernel Díaz, outro antigo treinador, seu talento forçou a criação de uma nova categoria.

"Nem preciso falar que ele era muito magro, né? Ele nos surpreendia com suas habilidades. Mas, por ele ter 18 anos de idade e as competições serem para as categorias sub-17 e sub-20, ele não podia jogar por um e não tinha experiência para jogar pelo outro. Nossa solução foi criar uma categoria intermediária, o sub-18. Demorou apenas seis meses para ele chegar ao sub-20 e fazer a diferença", disse Fernel.

Aos 25, Díaz ainda tem espaço para crescimento. E Julio Comesaña, mais um de seus treinadores no Junior Barranquilla, vê no técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, alguém capaz de completar sua formação e dele fazer "um dos melhores colombianos para jogar futebol".

"Díaz sempre foi um dos protagonistas em campo. Na minha opinião, ele é um dos melhores em entender como um jogador de futebol tem que mostrar seu jogo. Não é preciso ser um fenômeno das redes sociais ou um fã de dar grandes entrevistas falando sobre como é bom. Díaz nunca foi assim. Lucho quer mostrar seu futebol em campo", afirmou Comesaña.

"Eu sempre disse a ele que o futebol é um esporte que retribui o esforço. Ele acredita nisso", disse o ex-comandante, que observa no velho e ainda franzino pupilo virtudes físicas excepcionais. "Há uma resistência diferente no corpo de Lucho. Apesar de ser muito rápido, ele pode se recuperar precisando de menos tempo do que os outros. Não é comum ver isso."

Díaz chegou à Europa em 2019, contratado pelo Porto. Marcou 14 gols em sua primeira temporada, ganhando dois títulos. Em 2021, foi o melhor jogador do Campeonato Português em outubro, novembro e dezembro, o que ajudou a chamar a atenção do Liverpool.

Ele também teve destaque na seleção colombiana, especialmente na Copa América de 2021, no Brasil. Com quatro bolas na rede, dividiu a artilharia com o argentino Lionel Messi e foi considerado a revelação da competição. Agora, é candidato a talismã do Liverpool na decisão contra o Real Madrid, no próximo sábado (28), em Paris.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos