Cruzeiro será julgado por invasões e corre risco de perder mandos de campo

Cruzeiro e Chapecoense empataram em 1x1 no Mané Garrincha - Cruzeiro/Flickr


O Cruzeiro será julgado por conta de invasões de três torcedores no campo do estádio Mané Garrincha, após o empate por 1 a 1 com a Chapecoense pela Série B do Campeonato Brasileiro, no dia 13 de agosto. O time celeste poderá perder mandos de campo no julgamento que ocorrerá na próxima terça-feira.

O Cruzeiro foi denunciado com base no Artigo 213, Parágrafo 1º, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. No julgamento, o clube mineiro pode ser condenado em multa de R$ 100 a R$ 100 mil, até a perda de mandos de campo (de um a dez jogos).

A invasão ocorreu após a partida, enquanto os jogadores ainda estavam em campo. De acordo com relato em súmula do árbitro da partida, os três invasores foram contidos pelos seguranças e retirados do gramado.

- Ao término da partida, houve a invasão de três torcedores da equipe do Cruzeiro pela arquibancada leste. Os torcedores foram contidos pela segurança do estádio, sendo retirados do campo de jogo. Informo que até o fechamento da súmula não foi apresentado o boletim de ocorrência em relação ao fato relatado.

Cruzeiro e Chapecoense também serão julgados por atrasarem a volta do intervalo da partida em dois minutos cada um. A multa pode chegar em até R$ 2 mil para cada clube.