Cruzeiro se aproxima de meta para 'arrecadação recorde' de sócios no Brasil

Gestão de Ronaldo mira arrecadação recorde no Brasil com sócios torcedores - Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro


O Cruzeiro está muito perto de alcançar mais uma meta de sócio torcedores para 2022. Após uma leve queda no número de associados, o programa voltou a crescer, e ultrapassou a marca dos 69 mil, muito próximo do objetivo estabelecido.

Lênin Franco, responsável pelo setor de negócios do clube, declarou que o programa de associados ficará "robusto" após a atingir a meta de 70 mil sócios. Dessa forma, será gerada uma receita de cerca de R$ 3 milhões mensais, recorde para o clube mineiro.

Antes de Ronaldo Fenômeno ter a SAF do Cruzeiro adquirida, o clube mineiro tinha cerca de 10 mil sócios-torcedores. Após o início da gestão do ex-jogador, e da atual boa fase do time, o número de associados subiu em mais de 500%.

No início do ano, ao adquirir a SAF do Cruzeiro, Ronaldo estipulou uma meta de 50 mil sócios-torcedores para o clube. Após alcançar o número, Ronaldo colocou uma nova meta de 100 mil torcedores, pensando no acesso do clube para a Série A do Brasileirão. Mas a marca de 70 mil era a desejada para o "fortalecimento" do programa.