Cruzeiro não comparece em audiência e terá que pagar R$ 4 milhões a Sassá

Sassá chegou ao Cruzeiro em 2017 - (Vinnicius Silva/Cruzeiro)


O Cruzeiro foi condenado no valor R$ 4 milhões em processo movido por Sassá, ex-atacante da Raposa. Em sentença publicada na última quarta-feira, foi explicado que o clube não compareceu à audiência e nem apresentou defesa mediante o processo.

O atacante Sassá deu entrada em uma ação trabalhista contra o Cruzeiro em junho deste ano, cobrando o valor de R$ 8.742.865,79 por verbas de salários e direitos de imagem atrasados.

+ No clima do Rock in Rio, veja escudos de clubes misturados com bandas de rock

O Cruzeiro foi condenado a pagar os salários dos meses de março/2021, maio/2021, julho/2021 e novembro/2021, além de verbas rescisórias e pagamento de multas. O valor final chegou a R$ 4 milhões.

Sassá já havia alegado que tentou negociar os valores com o time celeste após o término do seu contrato no final de 2021, mas que não conseguiu chegar a um acordo. O caso do atacante foi entregue ao plano de recuperação judicial do Cruzeiro.

Sassá chegou ao Cruzeiro em 2017 e foi bicampeão da Copa do Brasil com o clube. Após o rebaixamento, o atacante foi emprestado ao Coritiba e, posteriormente, ao Marítimo de Portugal, até ter o contrato encerrado no final de 2021.