Cruzeiro entra com pedido de recuperação judicial para readequação de dívida

Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro - (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)


O Cruzeiro protocolou um pedido de recuperação judicial na Vara Empresarial da Comarca de Belo Horizonte nesta segunda-feira. A proposta foi aprovada pelo Conselho Deliberativo em abril deste ano, e tem como objetivo a readequação da dívida do clube mineiro.

Em balanço divulgado pelo Cruzeiro em maio, foi revelado que a dívida do time celeste ultrapassa R$ 1 bilhão. No pedido de recuperação judicial, o clube pede a suspensão de todas as ações ou execuções em trâmite durante o prazo legal de 180 dias.

No total, o valor da soma da causa chega a mais de R$ 500 milhões. Com a ação, o Cruzeiro tem a esperança de reestruturar a dívida e melhorar a capacidade financeira e de operações do clube.

Em abril desse ano, a Sociedade Anônima do Futebol do Cruzeiro já havia sido adquirida por Ronaldo Fenômeno, que entrou com um investimento de R$ 400 milhões. De acordo com o presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues, a Recuperação Judicial é um próximo passo necessário para a reestruturação do Cruzeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos