Cresce demanda do mercado fitness e saúde

Rafael Barbosa é sócio-fundador da Star Medical Clinic (Foto: Divulgação)


O mercado fitness tem se tornado cada vez maior e mais promissor em várias partes do mundo, e a promoção da saúde, bem-estar, beleza e estética tem sido uma realidade cada vez mais frequente entre seus praticantes. De acordo com a International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA), o mercado fitness brasileiro faturou US$ 2,1 bilhões em 2019, se posicionando como o terceiro maior das Américas, atrás apenas dos EUA e do Canadá, cuja receita alcançou a marca dos US$ 3 bilhões.

O aumento de interesse nesse setor deve-se muito pela divulgação dos benefícios das atividades para a saúde, como também pela rápida propagação nas unidades de academias no país. A IHRSA, afirma que atualmente, existem 35 mil unidades oficiais que colocam o Brasil como o segundo país com maior número de academias no mundo, atrás apenas dos EUA com mais de 40 mil.

No entanto, se engana quem pensa que só de academias, aparelhos, suplementos e vestuários vive esse mercado. Além da busca pela alimentação saudável e perda de peso, o mundo fitness vem acompanhado de outras demandas que nem sempre parecem óbvias, mas que certamente complementam a tríade da saúde, estética e bem-estar.

Para se ter uma ideia, entre 2019 e 2022, o Brasil registrou um aumento de 16,1% no número de startups de saúde, segundo a Startup Scanner, ferramenta da Liga Ventures que conta com o apoio estratégico da PwC Brasil para o mapeamento de startups brasileiras com soluções nas áreas de Saúde. Atualmente são 136 Sports Techs, 422 Food Techs e 440 Health Techs cadastradas na base da Scanner.

Sócio-fundador da Star Medical Clinic, Rafael Barbosa, acredita que esses dados apontam para um mercado, que apesar de crescente, ainda tem muito a ser desbravado e fortalecido. De acordo com Rafael, o mundo fitness e todas as suas possibilidades serão uma grande oportunidade nos próximos tempos, pela maior consciência de cuidados com a saúde na população atual.

“Após a pandemia, vimos nascer uma nova demanda e perspectiva de mercado. As pessoas já associavam atividade física aos cuidados com a própria saúde, e em tempos pós-pandemia, ficou ainda mais claro a importância de cuidarmos da nossa saúde”, afirma Rafael.

Sobre as tendências, Rafael prevê destaques que devem impactar o mercado fitness em curto prazo, a exemplo dos aplicativos com orientações para treinos, aulas online, exercícios ao ar livre e coaching de saúde. O sócio-fundador da startup destaca ainda a necessidade de adaptação do mercado ao novo perfil de clientes, que busca mais autonomia e uma maior interação com as empresas, dando opiniões, compartilhando experiências, flexibilizando serviços e produtos, que por sua vez, precisam estar adaptados a diferentes contextos de espaço e tempo. “Com essa análise, é inegável a expansão que abrirá espaço para novos empreendimentos no setor”, diz.

“A Star Medical Clinic aborda um conceito inovador em medicina, focando em uma carteira de clientes altamente qualificada que são direcionados para especialistas em saúde, categorizados por região e localidade, através de uma tecnologia que combina estratégias de captação de leads e algoritmo de alta complexidade que considera as características do serviço prestado e do público-alvo, para entregar pacientes qualificados nas regiões dos especialistas conveniados”, finaliza.

Saiba mais sobre a Star Medical Clinic acessando https://starmedicalclinic.com.br/lp/medicos/

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos