Cosplayers de cowboys recriam Velho Oeste e competem com armas antigas

Por Matt McKnight

RENTON, Estados Unidos (Reuters) - As pessoas que passaram pelo Renton Fish and Game Club, no Estado norte-americano de Washington, no sábado, e pensaram que haviam viajado de volta ao Velho Oeste do final do século 19 podem ser perdoadas.

A competição anual Cowboy Action Shooting aconteceu em uma região a cerca de meia hora de Seattle, e os competidores estavam vestidos a caráter, portando armas de fogo antigas. O clube faz parte da Sociedade de Tiro de Ação Única (SASS) global, que regula o esporte e exige que todos os membros tenham um apelido de caubói.

As armas usadas precisam ser autênticas, como revólveres de ação simples, rifle de ação por alavanca e espingardas antigas, disse Mike Perin, conhecido como “Mudflat Mike”, um policial aposentado que viaja pelo mundo para participar de eventos desse tipo há 32 anos com sua esposa.

"Se você quiser usar uma espingarda de bombeamento, deve ser uma Winchester 1897 ou uma cópia dela", disse.

A competidora Roberta “Double Tap” Ernest, campeã mundial do torneio SASS End of Trail Cowboy Action de 2022, viaja pelo país pelo esporte.

“Sou extrovertida e gosto de estar perto de outras pessoas, de me vestir meio boba e não ser ridicularizada porque todos estamos fazendo a mesma coisa”, afirmou.

(Reportagem de Matt McKnight)