Corinthians tem vantagem contra o Santos em mata-matas, mas perdeu o único encontro pela Copa do Brasil

Santos venceu o Corinthians por 2 a 1 no Paulistão deste ano (Divulgação / Twitter Santos)


O Corinthians conheceu nesta terça-feira (7) o seu adversário nas oitavas de final da Copa do Brasil, e será um clássico contra o Santos. O jogo de ida terá mando corintiano e a volta santista.

+ GALERIA - Cássio faz 35! Confira 12 momentos marcantes do goleiro com a camisa do Corinthians

Se por um lado, o Timão tem um retrospecto positivo contra o Peixe em jogos de definição em mata-mata, por outro o Alvinegro Praiano foi quem levou a melhor na única vez que as duas equipes se cruzaram pela competição nacional.

O até então cruzamento inédito no Clássico Alvinegro ocorreu na mesma fase de oitavas, mas em 2015, com o Santos levando a melhor nas duas partidas. No entanto, o caminho foi diferente naquela ocasião, em relação ao que ocorrerá nesta temporada, com o primeiro confronto acontecendo na Vila Belmiro e o segundo em Itaquera.

Na Vila, Gabigol e Marquinhos Gabriel definiram a vitória do Peixe, por 2 a 0. Já na arena corintiana, Gabigol e Ricardo Oliveira abriram o 2 a 0 para o Santos, com Romero diminuindo para o Corinthians.

O duelo foi o penúltimo mata-mata entre os times na história, algo que voltou a acontecer somente na semifinal do Paulistão de 2019, com os corintianos vencendo os santistas nos pênaltis, após vencer por 2 a 1, em Itaquera, e perderem por 1 a 0, no Pacaembu, com mando do Peixe.

+ TABELA - Confira e simule os jogos do Corinthians no Brasileirão

Os jogos decisivos entre os times iniciaram na década de 30, com o Timão levando a melhor em 1930, e conquistando o Paulistão daquela temporada, mas o Santos devolvendo cinco anos depois, em 1935, em circunstâncias idênticas.

Até a década de 80, esses confrontos com caráter de decisão foram bastante equilibrados, com o Corinthians vencendo a final do primeiro turno do Paulista de 1978, o Peixe vencendo o clássico decisivo do Estadual em 1984, e o Timão eliminando os santistas na semifinal de 1987.

No entanto, a década de 90 foi importante para que o clube do Parque São Jorge abrisse uma vantagem no retrospecto, com vitória corintiana na final da Copa Bandeirante de 1994 e na semifinal do Brasileirão de 1998, nas duas primeiras vezes que o Clássico Alvinegro aconteceu em torneios que não fossem o Campeonato Paulista.

Em 2001, mais um triunfo corintiano, na semifinal do Paulistão, com o gol do meia Ricardinho no último minuto, mas que foi devolvido com a vitória dos Meninos da Vila na final do Campeonato Brasileiro do ano seguinte, em uma geração que ficou marcada na história santista.

Entre 2009 e 2013, Santos e Corinthians fizeram três finais de Paulistão. Em 2009, com show de Ronaldo, o Timão levou a melhor. Em 2011, foi a vez de Neymar comandar o Peixe ao título. A “prova dos nove” ficou para 2013, com um novo título corintiano.

No ano anterior, os times já haviam se enfrentado na fase semifinal da Libertadores, com o Corinthians levando a melhor e carimbando a vaga para a decisão, em que se sagrou campeão, contra o Boca Juniors, há 10 anos, no que até hoje é a única conquista continental da história do clube do Parque São Jorge.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos