Corinthians sonha com Tite em caso de saída de Vítor Pereira ao fim da temporada

Tite comemora título brasileiro de 2015, último que conquistou pelo Timão (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)


Pessimista quanto à permanência do técnico Vítor Pereira em 2023, a diretoria do Corinthians começou a mapear as opções para comandar o clube no ano que vem. E o maior sonho é o retorno de Tite, que deixará a Seleção Brasileira após a Copa do Mundo do Qatar. A decisão está tomada pelo profissional, independentemente do resultado na competição.

+ Manto do Corinthians: veja os modelos finalistas para quarta camisa do Timão em 2023

A direção corintiana sabe da dificuldade de contar com o "Professor Adenor" na próxima temporada, pois o próprio treinador já externou publicamente que não deseja trabalhar no Brasil. Porém, a aposta da diretoria é na proximidade que os principais nomes do departamento de futebol do clube têm com o técnico.

A ideia é Duílio, com o diretor de futebol Roberto de Andrade e o gerente Alessandro Nunes, darem juntos uma cartada sentimental, com o apelo do "de volta para casa" ao técnico. Vale destacar que Alessandro foi atleta de Adenor nas principais conquistas que os profissionais estiveram pelo Timão, a Libertadores e o Mundial em 2012, e que Roberto de Andrade foi presidente, com o próprio Duílio envolvido na diretoria do clube na época em que Tite teve o seu auge no clube alvinegro.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil e simule a reta final

Paralelamente a isso, a cúpula corintiana mapeia outros nomes, priorizando opções estrangeiras que são guardadas a sete chaves no Parque São Jorge. Isso acontece porque a direção sabe que trazer Tite para o Corinthians no ano que vem é missão tão difícil quanto convencer Vítor Pereira a ficar.

Intermediários já trouxeram ao Timão o nome de Jorge Sampaoli, que está no Brasil após deixar o Olympique de Marseille, da França. O argentino, ex-Santos e Atlético-MG, tem o desejo de voltar a dirigir uma equipe do futebol brasileiro.

Mesmo em meio a esse cenário, o Corinthians não desiste de contar com Vítor Pereira. O clube quer usar o trunfo da boa relação que o português teve com todos, principalmente com os responsáveis pelo futebol, e a identificação que o profissional teve com a instituição. Ainda assim, o que se sabe é que o fator familiar pesará muito para o VP e que isso deve definir a sua saída do Timão ao fim de 2022.