Corinthians e Flamengo chegam a 'laboratório da Libertadores' com tempo para maturação


Está claro que o duelo entre Corinthians e Flamengo, neste domingo (10), pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro é longe de ser o mais importante encontro entre os clubes em 2022, já que em menos de um mês, nos dias 2 e 9 de agosto, as equipes voltarão a se enfrentar, dessa vez pelas quartas de final da Copa Libertadores.

+ Clássico das Multidões neste domingo! Listamos 20 jogadores que já jogaram por Flamengo e Corinthians

De todo modo, o confronto deste fim de semana pode servir como uma espécie de laboratório, mesmo sabendo que em 23 dias muitas coisas poderão mudar dos dois lados.

Tanto o Timão, quanto o Fla, vivem momentos de maturação distintos.

Do lado alvinegro, o técnico Vítor Pereira tem ficado cada vez mais conectado com a torcida e aguarda por um departamento médico menos inflado. Já os rubro-negros estão engatando a confiança no atual treinador, Dorival Júnior, que vem de quatro vitórias consecutivas.

A forma no qual se classificaram às quartas de final da Liberta também foi muito importante para o moral dos dois clubes.

Os corintianos seguraram o Boca Juniors, da Argentina, em pleno La Bombonera, com sete desfalques e perdendo mais dois atletas com problemas físicos durante a partida. Desclassificar os xeneizes na casa deles pela Libertadores era um feito que apenas o Santos de Pelé havia feito em toda história, e há 59 anos.

Com isso, o triunfo, ainda que nos pênaltis, deu casca ao Timão, que pela primeira vez no ano pôde sentir a sua camisa pesada na busca pelo segundo título continental.

No caso flamenguista, o 7 a 1 sobre o Tolima, da Colômbia, no Maracanã, na última quarta-feira (6), trouxe sinais que há tempos a torcida do clube carioca não via: a de um time jogando bem e encantando.

Desde a saída do português Jorge Jesus do comando técnico rubro-negro, no primeiro semestre de 2020, o Flamengo carece de um modelo de trabalho que encha os olhos, como foi há três temporadas. E a goleada diante os colombianos trouxe a esperança de que o time carioca pode se reencontrar com o melhor dos seus últimos anos.

Boca Juniors x Corinthias - Cássio
Boca Juniors x Corinthias - Cássio

'Batalha da Bombonera' coroou o goleiro Cássio, que defendeu duas penalidades e garantiu o Timão nas quartas da Libertadores (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)

Flamengo x Tolima - Pedro
Flamengo x Tolima - Pedro

Com quatro gols, Pedro foi 'o cara' do Fla na goleada sobre o Tolima, pela Liberta (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Mesmo assim, ainda está cedo para falar no encontro entre corintianos e flamenguistas deste domingo (10) como uma ‘prova de fogo’ para o jogo pela Libertadores, que é prioridade dos dois times.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro e simule as partidas
+ Veja e simule os jogos da Copa Libertadores

O que se pode dizer é que a partida será uma espécie de laboratório, mas longe das circunstâncias em que os clubes chegarão no próximo mês. E são dois os motivos principais para a cautela: departamento médico e janela de transferências.

Ainda que o Corinthians esteja sofrendo em quantidade de atletas entregues ao DM, o Flamengo também tem os seus problemas. Para o jogo deste fim de semana o principal é a ausência do meia uruguaio De Arrascaeta, fora da partida por conta de uma lombalgia.

Além de Arrasca, o lateral-direito Matheuzinho, com um quadro de amigdalite, também está fora.

Em relação aos corintianos, a tendência é que sejam cinco desfalques, por questões físicas, para o próximo jogo: o lateral-direito Fagner, os meias Maycon e Renato Augusto, e os atacantes Gustavo Mantuan e Júnior Moraes.

O Timão trabalha para recuperar quatro do quinteto até os duelos contra o Flamengo, pela Libertadores, exceção feita a Gustavo Mantuan, que deixará a equipe alvinegra nos próximos dias.

E falando em saída, os dois times possuem atletas indo embora. Como também têm retornos, tanto já firmados, quanto encaminhados.

No caso corintiano, além de Mantuan, emprestado para o Zenit, da Rússia, até junho de 2022, o goleiro Ivan também defenderá a equipe do leste europeu pelo mesmo período.

O negócio é contrapeso para a chegada do atacante Yuri Alberto, já apresentado pelo Timão, que chega ao clube por empréstimo, também até o meio do ano que vem.

Outro jogador que o Corinthians perdeu foi o zagueiro João Victor, vendido para o Benfica, de Portugal, mas está próximo de anunciar a volta do paraguaio Fabián Balbuena, atualmente no Dínamo de Moscou, da Rússia, e que está por detalhes de ser anunciado pelo clube alvinegro.

No caso do Flamengo, o meia Willian Arão foi liberado para acertar com o Fenerbaçche, da Turquia. Mas, por outro lado, o Mengão ganhou o reforço do atacante Éverton Cebolinha.

Assim como Yuri Alberto no Timão, Cebola já foi apresentado e anunciado no Rubro-Negro, mas ambos não poderão entrar em campo neste fim de semana, pois a janela de transferências nacional só abrirá no próximo dia 18 de julho.

Outro reforço que o time carioca deve ganhar é do meia chileno Arturo Vidal, que está no Rio de Janeiro e só não foi anunciado ainda porque resta resolver questões pessoais.

Diante de todo esse cenário, não é difícil imaginar que o Clássico das Multidões que acontecerá em um mês será o principal para os dois times, o que não minimiza o encontro entre os times neste domingo (10).

Além de toda rivalidade acerca dos dois times, que possuem as maiores torcidas do Brasil, os três pontos no encontro deste fim de semana, na Neo Química Arena são fundamentais para o projeto de Brasileirão, tanto do Corinthians, quanto do Flamengo.

Um triunfo corintiano pode colocar o Time do Povo de volta à vice-liderança do Brasileirão, até mesmo empatado em pontos com o Palmeiras, caso o time alviverde perca para o Fortaleza, também neste domingo (10). Já a derrota, pode fazer com que a equipe, que já foi primeira colocada, encerre a rodada na sexta posição, em caso de vitória do Internacional sobre o América-MG, na segunda-feira (11), no Beira-Rio.

Do lado flamenguista, o time considerado favorito no início do Brasileirão, já chegou a flertar com o rebaixamento e agora vem de duas vitórias e está de olho no G-6. Ganhar do Timão, por exemplo, diminuirá a diferença do Fla para o Alvinegro Paulista, que está em quinto lugar, de cinco para dois pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos