Corinthians chega ao último dia da janela com reforços badalados e saídas de jogadores importantes


Embora o Corinthians sonhe com a contratação de Michael, ex-Flamengo, o último dia para registrar transferências no futebol brasileiro não deve trazer muitas novidades no clube do Parque São Jorge, que ao longo da janela conseguiu reforços badalados para cada setor do elenco, e viu peças importantes deixarem o clube.

+ GALERIA - Erro de Fagner custa caro em Dérbi; veja nota dos jogadores do Timão

Ao todo, o Timão realizou três contratações nesta segunda janela de transferências, e contou com o retorno de três jogadores que estavam emprestados.

Por outro lado, a diretoria alvinegra vendeu apenas um jogador em definitivo, mas emprestou quatro atletas, e viu outros quatro jogadores deixarem o time, seja por rescisão contratual ou por estender o vínculo com determinados esportivas.

Abaixo, o LANCE! traz um balanço das movimentações feitas pelo Corinthians na janela de transferências do meio do ano, que teve início no dia 18 de julho.

REFORÇOS

Yuri Alberto
Desde o início do ano, o grande foco do Timão no mercado era contratar um centroavante de peso. A equipe iniciou a temporada com negociações sem sucesso por Cavani, Suárez e Diego Costa, e mesmo com a chegada de Júnior Moraes (que ainda não mostrou suas credenciais ao torcedor), a posição seguia carente, especialmente após a rescisão contratual com Jô no primeiro semestre.

Por isso, a cúpula alvinegra negociou com o Zenit, da Rússia, um acordo para trazer Yuri Alberto por empréstimo até o final de junho de 2023. O novo camisa 9 corintiano disputou oito partidas até aqui, e ainda não conseguiu marcar um gol ou contribuir com uma assistência.

Balbuena
A segunda contratação feita pelo Corinthians na janela foi a chegada de Balbuena, também por empréstimo até o final de junho de 2023. O experiente zagueiro paraguaio retornou para sua segunda passagem no clube do Parque São Jorge sob a ‘cláusula de guerra’ concedida pela Fifa para atletas que atuam no futebol russo e ucraniano, devido a guerra entre os países.

O defensor, que possui vínculo com o Dínamo Moscou, da Rússia, não mostrou problemas físicos e em pouco tempo se estabeleceu como um dos titulares na defesa corintiana. Ele cometeu uma falha contra o Flamengo, na Libertadores, mas balançou as redes contra o Avaí, no Brasileirão.

Fausto Vera
A terceira movimentação do clube alvinegro na janela foi a chegada de Fausto Vera. O meia argentino foi a única contratação em definitivo feita pelo Timão. Ele assinou contrato até junho de 2026.

O Corinthians adquiriu 70% dos direitos econômicos do meia de 22 anos, e os valores do negócio com o Argentinos Juniors podem chegar até 8 milhões de dólares (R$ 43,98 milhões na cotação atual) com bonificações.

Ao longo dos seis jogos que já completou pelo Corinthians, Fausto mostrou que pode ser tanto primeiro como segundo volante, e possui a marcação e chute de longa distância como característica

Balbuena e Fausto Vera - Atlético-GO x Corinthians
Balbuena e Fausto Vera - Atlético-GO x Corinthians

Balbuena e Fausto no Antônio Accioly (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

+ TABELA - Dérbi definiu o Brasileirão? Simule os jogos do campeonato

SAÍDAS

João Victor
A única venda realizada pelo Corinthians na janela do meio do ano foi a de João Victor ao Benfica, de Portugal. O Time do Povo recebeu cerca de 8 milhões de euros (R$ 44 milhões na cotação da época) dos Encarnados por 55% dos direitos econômicos do atleta.

João começou a temporada prestigiado ao lado de Gil, mas com o rodízio imposto por Vítor Pereira, viu seus minutos diminuirem. Mesmo assim, contribuiu positivamente com a equipe até ser vendido.

Mantuan e Ivan
Na negociação que trouxe Yuri Alberto de volta ao Brasil, o Corinthians teve que ceder tanto o goleiro Ivan (contratado pelo Timão no início do ano) quanto o atacante Mantuan. Ambos foram emprestados ao Zenit, da Rússia, com valor de compra fixado, pelo mesmo período em que Yuri ficará no Parque São Jorge.

O goleiro participou de três jogos do Time do Povo na temporada, e não convenceu, enquanto Mantuan não apenas era um coringa para o técnico Vítor Pereira, como um dos atletas mais importantes da equipe, tanto na parte ofensiva quanto defensiva.

Caso o Zenit queira comprar Ivan ao final do empréstimo, terá que desembolsar cerca de 5 milhões de euros (R$ 27,6 mi na cotação atual). O valor fixado por Mantuan ficou na casa de 15 milhões de euros (R$ 83 mi, na cotação atual).

Willian
Contratado no segundo semestre do ano passado após deixar o Arsenal, Willian viveu uma temporada caótica dentro e fora dos gramados. O camisa 10 não conseguiu o rendimento esperado no Corinthians, marcando apenas um gol em sua segunda passagem.

Contudo, as constantes ameaças e xingamentos, especialmente à sua família, foram o estopim para que o meia-atacante pedisse rescisão contratual e retornasse ao continente europeu. Sua última partida foi na eliminação para o Flamengo, nas quartas de final da Libertadores.

Como esclarecido pelo presidente Duílio Monteiro Alves, o Timão não teve que lidar com nenhuma multa na rescisão do atleta, e não recebeu nenhuma compensação financeira pela saída de Willian.

>>> Assine o Premiere no Prime Video e acompanhe todas as emoções do seu clube no Brasileirão<<<

Luan e demais saídas
Um dos grandes objetivos estabelecidos pela diretoria corintiana foi alcançado na janela. O clube conseguiu emprestar o meia Luan (fora dos planos de Vítor Pereira) ao Santos, pagando R$ 100 mil por mês dos salários do atleta no Peixe, que pode renovar o empréstimo ao final do ano.

O Corinthians não quis prorrogar o empréstimo do lateral João Pedro, que pertencia ao Porto, e negociou Guilherme Pezão e Rodrigo Varanda ao Akritas Chlorakas, do Chipre. O goleiro saiu em definitivo, enquanto Varanda foi emprestado por uma temporada.

O clube alvinegro também acertou a rescisão contratual com o atacante Madson, que se transferiu para o Moreirense, de Portugal.