Corinthians apresenta superavit de R$ 7,7 milhões no primeiro trimestre de 2022

O Parque São Jorge é a sede administrativa do Corinthians (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


O Corinthians registrou um superavit de R$ 7,7 milhões no primeiro trimestre de 2022. O balancete foi aprovado pelo Conselho de Orientação do Sport Club Corinthians Paulista (Cori) no início da semana. Antes, o Conselho Fiscal do clube também havia sido dado o aval.

> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros do Timão
> TABELA - Veja tabela da Libertadores e simule os próximos jogos

O resultado operacional, que corresponde as despesas fixas do clube, foi de R$ 31,7 milhões. Porém, houve R$ 24 milhões de despesas não operacionais, que não são constantes e também não foram relatadas de forma específica no documento apresentado pela Diretoria Executiva do Timão.

O futebol apresentou um superavit de R$ 14,8 milhões, sendo R$ 24,1 milhões o resultado operacional, diluído em R$ 9,2 milhões nas despesas não operacionais.

No total, a receita corintiana, contando futebol, clube social, esportes amadores e deduções de impostos foi de R$ 186,9 milhões. Já as despesas gerais estão em R$ 177,7 milhões, somando operacionais e não operacionais.

A maior fonte de receita do primeiro trimestre foi com vendas, empréstimos e mecanismos de solidariedade (participação financeira em transações envolvendo atletas formados pelo clube), registrando R$ 72,1, o que superou até mesmo o valor de direito de transmissão, que ficou em R$ 52,4 milhões. As verbas de direitos televisivos costuma ser a maior na entrada dos clubes.

Quanto as despesas, a com pessoal ainda segue sendo a maior do clube, correspondendo a R$ 71,8 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos