Convencimento e concessão salarial de Oscar: Flamengo se prepara para finalizar 'negociação impossível'


A negociação vista como "impossível" - em especial do ponto de vista financeiro - está perto de um desfecho positivo. O Flamengo ainda mantém o discurso de cautela - como Marcos Braz deixou claro no Ninho, nesta quinta -, mas Oscar está, sim, próximo de reforçar o clube. O acordo com o jogador será por empréstimo até dezembro, o que foi alcançado graças ao desejo e às concessões feitas pelo atleta.

Nesta semana, Oscar e Shanghai oficializaram que o meia não voltará ao futebol chinês nesta temporada. O jogador está no Brasil há algumas semanas, acompanhou o nascimento de seu terceiro filho e, para ficar mais próximo à família, "bateu o pé" neste sentido, sendo, enfim, pelo clube onde é ídolo e atua desde 2017. Antes, a direção do Fla já havia iniciado o trabalho de convencimento junto ao jogador, o qual, diante de tantos aspectos, o lado financeiro era um "detalhe".

- Quando eu soube dos valores, eu falei: é impossível você entrar nessa negociação nessa situação que está. Que sequer eu tinha a certeza se ele de fato iria ficar até o final do ano aqui sem retornar para a China - explicou Marcos Braz em entrevista nesta quinta-feira.

Explica-se: Oscar transferiu do Chelsea (ING) para o Shanghai Port, em dezembro de 2016, e, na época, os valores da transferência já chamaram atenção: o clube chinês pagou 52 milhões de libras (R$ 218 milhões, segundo a cotação da época), segundo a mídia local, pelo então atleta de 25 anos. Além disso, noticiou-se que o meia passaria a ter o terceiro maior salário do mundo entre jogadores.

Com contrato até 2024 e muitos milhões a receber até lá, Oscar tem a situação financeira resolvida. Assim, não seria este o fator a ser discutido, tampouco o que motivaria o jogador a defender o clube do Rio neste momento. E a estratégia do Fla foi montada a partir disso.

A APROXIMAÇÃO E O CONVENCIMENTO

Se não abriu conversas com o Shanghai, Marcos Braz e Bruno Spindel, nomes fortes do futebol do Flamengo, entraram em contato com o jogador e seus representantes e iniciaram o trabalho de convencimento enquanto os mesmos buscavam o acordo com a parte chinesa. De cara, o clube colocou o Ninho do Urubu à disposição para o atleta manter a forma enquanto estiver no Brasil.

A estrutura de primeiro nível do CT é sempre um ponto levado em consideração nas negociações do clube - e que os próprios atletas costumam destacar ao chegarem ao Flamengo. A já existente relação dos dirigentes com o estafe do atleta manteve o clube na "jogada".

E, como o próprio Braz destacou na entrevista desta quinta, caso a negociação tenha o desfecho positivo, com Oscar sendo apresentado como reforço no Ninho, a vontade do próprio será decisiva para isso.

- O tempo passa rápido. Essa entrevista foi há três semanas. Foram se concretizando situações que achava que não iriam acontecer. Falei que não procedia que Flamengo e Shanghai estavam conversando. Nunca teve isso dentro do nosso planejamento - disse Braz, seguindo:

- Agora vai se passando o tempo, o jogador está no Brasil, a gente vai encurtando as relações. Eu de fato falo com o jogador. Isso aí não é com o Oscar. Eu falo com todos os jogadores. Independentemente do tamanho do jogador, a gente sempre mantém a relação interpessoal.

CONCESSÃO SALARIAL POR PARTE DO MEIA

Além da estrutura do CT, a chance de brigar por títulos que o atleta ainda não tem, a oportunidade de atuar em um clube com a visibilidade do Flamengo e a possibilidade de, se possível, estender a passagem pelo Ninho para as próximas temporadas, foram outras "cartas" colocadas na mesa pela diretoria da Gávea. Sobre a questão financeira, o clube precisará contar com a concessão do brasileiro.

O salário pago pelo Shanghai Port é fora da realidade do Flamengo, e, confirmado como reforço, Oscar abrirá mão de parte significativa de seus vencimentos para jogar no clube. Além da questão prática, de orçamento, a diretoria também se preocupa em manter o ambiente positivo do vestiário. Portanto, o meia - hoje com 30 anos - chegará para receber um valor condizente ao das demais estrelas do elenco.

Vivo na Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão, o clube trabalha com o fechamento da janela de transferências como prazo para a chegada de Oscar ou outros nomes. Mesmo que venha jogar apenas o campeonato nacional - cujas inscrições se encerram no próximo dia 15 -, o Flamengo mantém o interesse em Oscar, que é esperado no Rio de Janeiro ainda nesta semana para finalizar as negociações.

- Oscar chegando até o último dia que permita sua inscrição para o Brasileiro é de interesse. Isso não quer dizer que o negócio será efetuado. A gente ainda não abriu nenhuma tratativa, ainda não tem nada certo. A gente até acha que não terá problema nenhum, vale muito a vontade do jogador - concluiu o cauteloso VP Marcos Braz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos