Consistência coletiva e volume ofensivo do Botafogo marcam vitória sobre o Fortaleza

Botafogo volta a vencer em grande estilo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)


O Botafogo teve um resultado para se aliviar. A vitória contra o Fortaleza neste domingo, no Castelão, garantiu o reencontro da equipe alvinegra com os triunfos no Brasileirão. O time de Luis Castro teve uma atuação convincente depois de um bom tempo e conseguiu ter um fruto de uma atuação brilhante nos três pontos somados.

+ Rafael, do Botafogo, afirma que deve passar por cirurgia após lesão na face

VOLUME NO ATAQUE E MOVIMENTAÇÕES VERTICAIS

O susto levado logo com 28 segundos de jogo não resumiu nem um pouco a postura que o Botafogo teve no primeiro tempo. Se teve algo que marcou a atuação da equipe alvinegra na etapa inicial foi o volume dentro do campo de ataque.

Com uma quantidade considerável de jogadores na parte final do gramado, o Botafogo chegou aos dois primeiros gols com um elemento parte desta forma de movimentação. Jogando como volante, Eduardo exerceu uma função de atacar vindo de trás na transição ofensiva. Foi assim que ele invadiu a área e bateu de primeira após cruzamento de Jeffinho na linha de fundo.

O PIVÔ DE TIQUINHO
Na estreia, Tiquinho Soares exerceu uma função de pivô, utilizando a força física para proteger a bola e se movimentar um pouco mais atrás para liberar os meias, o que também foi bastante contributivo para o volume de jogo obtido pelo Botafogo.

+ Paralisia de Bell: saiba o que é o distúrbio facial que faz Patrick de Paula desfalcar o Botafogo

MOVIMENTAÇÃO DE MARÇAL
Outro ponto importante a se destacar na movimentação em transição ofensiva do Botafogo foi a mobilidade de Marçal pelo lado esquerdo. O lateral soube variar as infiltrações na zona ofensiva entre o meio e o lado, atacando em velocidade pela ala e cortando para o centro, mantendo Jeffinho na ponta para poder acelerar e usar da velocidade.

Foi se movimentando pelo meio que Marçal fez um golaço ao receber a bola livre no meio na entrada da área. O mais importante de tudo foi a qualidade técnica que ele exerceu junto com a variedade de corridas verticais no ataque.

+ ATUAÇÕES: Consistência coletiva marca vitória do Botafogo sobre o Fortaleza

MUDANDO DE CARA
Com o resultado garantido no 2° tempo, o jogo não deixou de ter movimentação. O Fortaleza chegava e buscava princípios de reação. Com o time de Vojvoda quase todo no terreno de ataque, o Botafogo ficou mais atrás, porém podia apostar na velocidade dos contragolpes.

Os alvinegros fizeram exatamente isso, se aproveitando dos espaços deixados pelo Fortaleza, que se encontrava mais em seu campo de ataque. Assim, o time criou mais chances de matar o jogo. A equipe de Luís Castro teve ao menos, duas oportunidades.

O Botafogo retornou a vencer e a convencer, algo que foi muito comemorado por Luís Castro. O time alvinegro, sobretudo, aliou o resultado a uma boa atuação, em termos técnicos e táticos durante o jogo. Os novos reforços ajudaram muito na construção do triunfo obtido neste domingo.