Conselho marca para dia 5 eleição sobre nova proposta para reeleição de Julio Casares no São Paulo

Proposta que permite reeleição de Casares é aprovada pelo Conselho do São Paulo (Foto: Reprodução/Instagram)


O presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo, Olten Ayres de Abreu Júnior, agendou para a próxima segunda-feira (5/9) a reunião do órgão que votará inicialmente a proposta que permitirá a ele e ao presidente do clube, Julio Casares, a se candidatarem à reeleição no final do ano que vem, quando o mandato de ambos acaba.


GALERIA
+ Confira como estão as negociações para renovações de contratos do elenco do São Paulo para a próxima temporada


Conforme o LANCE! revelou na última semana, é o primeiro passo para a medida voltar ao estatuto do Tricolor após sua saída em reforma promovida pelo antecessor Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, em 2017.

Caso o Conselho aprove a volta da reeleição às normas são-paulinas, uma assembleia geral de sócios deverá ser convocado para que a proposta passe pelo crive dos associados no Morumbi.

- Mais de 90% dos clubes de todo mundo permitem a tentativa de reeleição. O São Paulo, não. É praticamente impossível para qualquer gestão conseguir implantar, na prática, sua filosofia administrativa em apenas três anos. Vamos esperar democraticamente qual será a decisão do são-paulino - apontou ao L! o conselheiro Mário Braga.

Os sócios são-paulinos já haviam recusado uma proposta de alteração estatutária feita no início do ano pela gestão Casares. Na ocasião, a reeleição era um dos 14 itens considerados polêmicos aprovados pelo Conselho, mas que acabaram barrados na assembleia de sócios.

Desta vez, os conselheiros que defendem a medida acreditam que há chance maior do assunto ser aprovado na assembleia de associados por ser votado sozinho, sem outras mudanças estruturais profundas junto.

O L! apurou junto a conselheiros tricolores que o entendimento dentro do órgão é que a gestão Casares é positiva na proposta de 'reconstrução' do clube, principalmente na parte financeira. E que apenas três anos não serão suficientes para a conclusão dos trabalhos.

Em carta enviada pela diretoria-executiva ao órgão, e que o L! teve acesso, são listados alguns pontos para justificar a volta da reeleição ao Tricolor com Casares: fim do jejum de títulos, volta de um patrocinador fixo, venda de jogadores por altos valores e outros...

Casares assumiu a presidência tricolor em 2021 e ficará, em tese, até o fim do ano que vem. O dirigente conseguiu o mérito de conquistar o título do Campeonato Paulista e encerrar um jejum de títulos do clube que vinha desde 2012.

- Acho que é um processo natural. Tenho feito o meu trabalho, não paro. Saí de Belo Horizonte, troquei a mala, fui para a Europa e voltei para o jogo do Flamengo. Acho que o trabalho, resultado, as metas atingidas me ratificam como um nome para disputar o próximo pleito. Como tenho ainda um ano e três meses de mandato estou focando no trabalho. E sou uma pessoa obstinada, acordo muito cedo, trabalho muito, durmo muito tarde. Cobro meta o dia todo. As metas realizadas são os meus gols no dia a dia, tanto no futebol, como na base, no marketing, nas finanças, na governança, área social, todas as áreas. Quero realizar, estou realizando e acho que esse trabalho é muito palpável a ser demonstrado com resultado e estará à disposição do sócio - apontou o mandatário tricolor ao portal 'Globo Esporte'.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa do Brasil-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!