Conmebol estuda mudar sede da final da Libertadores

Estádio Monumental de Guayaquil não cumpre exigências que a Conmebol estipulou sobre infraestrutura de transmissão.
Estádio Monumental de Guayaquil não cumpre exigências que a Conmebol estipulou sobre infraestrutura de transmissão. Foto: (Franklin Jacome/Getty Images)

Escolhido ainda no ano passado pela Conmebol como palco da grande final da Copa Libertadores da América de 2022, o Estádio Monumental de Guayaquil, casa do Barcelona do Equador, corre o risco de não mais receber a decisão da maior competição continental da América do Sul.

As razões ditas pela entidade sul-americana seriam por conta da infraestrutura do estádio quanto às transmissões de partidas. Reuniões são feitas pela cúpula da Conmebol para que a partida, marcada para o dia 29 de outubro, tenha sua sede alterada.

Leia também:

Se a mudança for concretizada, esta será a segunda vez que a Libertadores terá o palco da final única substituído. No ano de 2019, a primeira Libertadores com apenas um jogo decidindo o campeonato, a final entre Flamengo e River Plate, vencida pelo clube do Ninho do Urubu, deveria ser disputada em Santiago, no Chile, mas crises sociais e políticas no país fizeram com que o jogo fosse transferido para Lima, no Peru.

Em fase de quartas de final, a Copa Libertadores da América conta com cinco brasileiros entre os oito melhores da competição neste ano, além dos outros três clubes, que completam a chave, que são argentinos. A partir do dia 2 de agosto, os seguintes confrontos se iniciam: Athletico Paranaense x Estudiantes de La Plata, Palmeiras x Atlético Mineiro, Flamengo x Corinthians e Talleres de Córdoba x Vélez Sarsfield.

Ahtletico Paranaense, Atlético Mineiro, Corinthians e Vélez Sarsfield começam a disputa em seus estádios e definem a classificação fora de seus domínios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos