Conheça Felipe D'Agostini, brasileiro que se destaca no futebol universitário dos Estados Unidos

Felipe D'Agostini se destaca no futebol universitário dos EUA (Foto: Divulgação/Oral Roberts University)


O sonho de se tornar jogador de futebol é comum entre garotos de todas as idades, e hoje, esse sonho pode ser realizado graças às inúmeras oportunidades que o esporte pode proporcionar.

Felipe D'Agostini, de 22 anos, também tinha este sonho. Aos cinco ele já iniciou sua trajetória no esporte mais conhecido do mundo, e desde então vive intensamente a relação com as quatro linhas.

Com passagem pela base do Internacional, o gaúcho que também jogou no São José-RS, atua no futebol universitário dos Estados Unidos, ao lado de garotos do mundo inteiro com o mesmo sonho.

Em 2017, Felipe foi convidado pra realizar um teste no Chicago Fire, que disputa a MLS (Major League Soccer), e ali percebeu que o mercado americano tinha muito potencial e seria o melhor caminho para que seu sonho pudesse ser realizado.

- Passei no teste do Chicago Fire, mas infelizmente não pude ficar por lá por questões legais, tive que voltar ao Brasil por ser menor de idade e não ter algum responsável por mim morando no país. Meus pais moravam no Brasil, e dentro da lei, eu não teria nenhum responsável por mim. - explicou D'Agostini.

Na volta ao Brasil, Felipe se viu com o mesmo dilema de vários atletas: estudar ou jogar futebol.

Em 2019, sua vida mudou. Após ser recrutado por um treinador americano com uma bolsa de estudos nos EUA por suas qualidades como jogador, Felipe teve a oportunidade de conciliar o esporte com uma educação de alto nível, além de uma experiência no futebol internacional. Fez as malas e embarcou para os Estados Unidos, dessa vez, sendo responsável por ele mesmo.

- Voltei para cá com 19 anos, em uma faculdade do estado do Kansas. Fomos bem na primeira temporada, não alcançamos nosso objetivo, mas individualmente falando acabei me destacando, recebi alguns prêmios a nível nacional, e isso possibilitou que as portas fossem abertas por aqui - explicou.

Felipe foi eleito 3° Team All-American, e em 2021 acabou se transferindo para Barton Community College, onde levou o time ao Campeonato Nacional com dois gols na final do Regional, encerrando o ano com o maior prêmio individual da categoria - 1° Team All-American (melhor jogador da liga)

- Com muita dedicação e trabalho, recebi propostas para estudar e continuar jogando nas universidades mais renomadas do país, e optei em ir para a Oral Roberts University - Universidade 1° Divisão dos Estados Unidos (NCAA) - em Tulsa, Oklahoma, por crer que era lá onde Deus me queria. - contou.

Atuando na mais alta divisão da melhor liga universitária do país, Felipe D'Agostini teve sucesso logo em sua primeira temporada com a Oral Roberts University, sendo eleito a Melhor Transferência do Ano e por pouco não levou o time ao Campeonato Nacional.

Enquanto a universidade está de recesso, D’Agostini está jogando semi-profissionalmente pelo Des Moines Menace, atual Campeão Nacional da USL2. Em Agosto, Felipe voltará para sua universidade para seu último semestre jogando pela Oral Roberts University. O objetivo é ouvir as propostas e decidir o melhor caminho depois dessa temporada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos