Confusão após eliminação do Santos termina com intervenção da polícia e placa quebrada


Nesta última quarta-feira (06), o Santos foi eliminado para o Deportivo Táchira, em plena Vila Belmiro, na Copa Sul-Americana. Após o apito final, o descontentamento com a equipe não foi expresso apenas em cantos e xingamentos. Muitos torcedores santistas foram protestar e causar tumulto na entrada do vestiário.

Muitos torcedores tentaram invadir o vestiário dos atletas. Com toda confusão, a placa que indica o vestiário dos jogadores do Peixe foi quebrada. A polícia chegou em peso para intervir e retirar os adeptos do Santos do local. Logo depois, bombas de gás lacrimogêneo foram utilizados para causar a dispersão das pessoas do entorno da Vila Belmiro.

Nas redes sociais, Jorge Silva Cardona, presidente do Deportivo Táchira, lamentou a confusão do pós-jogo e clamou por mais segurança nos jogos de competições da Conmebol.

- Amigos da Conmebol, por favor, necessitamos de garantias em termos de segurança, nossos jogadores estão trancados. Infelizmente, bombas de gás lacrimogêneo estão sendo lançadas. Pedimos ordem, tranquilidade - relatou o dirigente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos