Confirmação ou revanche? Com mudanças, Palmeiras e Atlético-MG voltam a duelar na Libertadores

Palmeiras e Atlético se encontraram nas semis de 2021, onde o Verdão levou a melhor (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


Palmeiras e Atlético-MG foram colocados, novamente, no mesmo caminho na Copa Libertadores. Ano passado, pela semi, já na atual edição, o duelo será válido pelas quartas. Nos dois times, muitas coisas mudaram de lá para cá.

GALERIA

> Quais os 20 jogadores mais valiosos das quartas da Libertadores?
> Veja 20 jogadores que atuam na China e caberiam no Brasil

Em 2021, as equipes chegaram ao jogo de ida da semifinal do torneio continental separados por sete pontos no Brasileirão daquele ano. O time mineiro era líder, enquanto o Verdão assumia a vice-colocação.

O equilíbrio só foi comprovado nos dois confrontos daquela fase. Com dois empates, o Palmeiras de Abel Ferreira se classificou por conta do critério do gol fora de casa.

Hoje, contudo, o cenário se inverteu. O clube paulista lidera o Campeonato Brasileiro com 42 pontos somados e quatro vitórias consecutivas nas últimas rodadas. São dez a mais que o Galo, que tem 32 e está na sétima posição após duas derrotas seguidas.

TABELA

> Clique e confira a tabela completa e simulador da Libertadores!

Na competição continental, o Verdão seguiu mantendo um protagonismo forte. Durante a atual fase de grupos, o clube usou a experiência do título em 2021 e concluiu um dos primeiros objetivos: terminar a fase com a melhor campanha geral para decidir em casa contra qualquer adversário.

Com 100% de aproveitamento no Grupo A, o Verdão bateu o recorde de gols marcados nesta fase da competição (25) e obteve o melhor desempenho da história.

Já o Atlético-MG, no Grupo D, terminou na liderança com 11 pontos após três vitórias, dois empates e uma derrota, interrompendo uma sequência que poderia ser invicta.

Dos times titulares no primeiro jogo do encontro entre as equipes na semifinal de 2021, houveram algumas mudanças significativas. No Palmeiras, principalmente, tendo em vista que Luiz Adriano e Felipe Melo deixaram o clube para atuarem por Antalyaspor-TUR e Fluminense, respectivamente. Já o zagueiro Luan perdeu a titularidade para Murilo, que chegou na atual temporada.

Na construção de jogo, Gustavo Scarpa passou a assumir o protagonismo que era de Raphael Veiga antes das lesões interromperem sua ótima sequência. O time também conta com novos reforços. Os centroavantes López e Merentiel já estão se adaptando bem e tomando conta de uma posição antigamente carente na equipe de Abel.

O Galo, por sua vez, deixou de poder contar apenas com Diego Costa que, após rescindir contrato com o clube mineiro, está livre no mercado. A base do time segue a mesma daquela decisão, incluindo na beira do campo.

Após um trabalho pouco brilhante de Turco Mohamed, a diretoria atleticana acertou o retorno do técnico Cuca recentemente, que fez sua reestreia na última rodada do Brasileirão, com derrota para o Internacional.

Além disso, Hulk, o principal jogador do time, não está na melhor fase. O atacante não conseguiu balançar as redes nos últimos cinco jogos que disputou. No Brasileirão, o zagueiro Gustavo Gómez, do adversário alviverde, tem os mesmos sete gols do que o herói atleticano.

Agora, o time do segundo treinador mais longevo do futebol brasileiro encara os comandados de um recém-chegado porém velho conhecido. Resta saber se o roteiro terá um desfecho de confirmação ou revanche.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos