Confira os desafios do Vasco para o segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro

No último jogo em São Januário, o Vasco empatou com o Ituano (Foto: Daniel RAMALHO/CRVG)


O primeiro turno desta edição da Série B do Campeonato Brasileiro chegou ao fim com o Vasco na segunda posição. São 35 pontos nos 19 jogos disputados. Nove vitórias, oito empates e duas derrotas. Ataque de 19 gols marcados, média de um por jogo, e defesa de 11 sofridos. É a quinta melhor da competição. Sete pontos de vantagem para o quinto colocado. Mas, para além dos números, no que o Cruz-Maltino precisa evoluir no returno? Analisamos.

Para começo de debate, o ataque. O time foi ofensivamente econômico ao longo não só do campeonato, mas da temporada até aqui. Embora letal, foi pobre em volume. A estreia de Alex Teixeira, provavelmente em dez dias, contra a Chapecoense, é o símbolo dessa esperança.

Mas neste mesmo momento do jogo - o ofensivo - mora um perigo para o Vasco administrar. Existe um processo em construção no time, e assumido pelo próprio técnico Maurício Souza, de tornar o time mais presente no ataque. Isso, em tese, é bom. O problema é que o time vem sofrendo defensivamente nestas primeiras semanas do comandante da equipe. E a relação é direta.

- Vi um time que conseguiu trocar mais passes, criar mais. Vi recorde de trocas de passes. Isso tudo mostra evolução - analisou Maurício, após o empate com o Ituano.

Outro problema com o qual o Cruz-Maltino precisa lidar é o elenco curto. A presença de Marlon Gomes e Eguinaldo nos dois últimos jogos, e a entrada da dupla no último jogo representa isso. Nas últimas semanas, Bruno Nazário, Vitinho e Isaque, três meias, deixaram o clube. Eram pouco utilizados, mas fazem falta em momentos de suspensões e lesões dos titulares.

Mais recentemente, Riquelme, único reserva de Edimar, vai precisar passar por cirurgia. Pelos motivos citados, o Vasco deverá ir ao mercado. O problema é que, no momento, o clube enfrenta uma punição da Fifa. Não pode inscrever nem Alex Teixeira.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

E muitos mais problemas não há. Como o próprio Maurício Souza disse na última entrevista coletiva, o quinto colocado deve estar mais preocupado com o Vasco do que o contrário. Tanto que o segundo colocado é o time de São Januário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos