Força da torcida, possíveis mudanças no time e mais: veja o que observar no Vasco contra o Grêmio

Zé Ricardo pode fazer mudanças no Vasco para a partida contra o Grêmio, nesta quinta (Daniel RAMALHO/CRVG)


O Vasco volta a campo nesta quinta-feira, às 20h, para medir forças com o Grêmio, em São Januário, pela 10ª rodada da Série B. Em boa fase, a equipe busca encostar no líder Cruzeiro e seguir invicto na competição. Os gaúchos, por sua vez, estão em crise e não vencem, há quatro rodadas.

O Gigante da Colina tem uma das melhores defesas do campeonato. Por outro lado, Zé Ricardo tenta fortalecer o sistema ofensivo para dar mais equilíbrio à equipe e agredir o adversário com mais frequência durante os jogos. Diante disto, o LANCE! listou cinco pontos importantes para o torcedor ficar de olho no Vasco contra o Imortal Tricolor.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

- Força da torcida:
Atualmente, o Cruz-Maltino é o melhor mandante da Série B com quatro vitórias e um empate. Um dos fatores que tem contribuído para a boa campanha é a presença dos torcedores, que têm esgotado os ingressos nas partidas na Colina Histórica e apoiado os 90 minutos. Nesta quinta não será diferente, já que a promessa é de casa cheia.

- Sistema defensivo: Sem sofrer gol há quarto partidas, a defesa cruz-maltina tem bons números e transmitido mais confiança à torcida. No campeonato, o time carioca sofreu apenas três tentos, número que só foi igualado por Sport e Cruzeiro. Destaque também para o goleiro Thiago Rodrigues, que tem tido atuações seguras e agradado à torcida.

- Invencibilidade: O Vasco é a única equipe das Séries A e B que segue sofrer um revés na competição nacional. Com quatro triunfos e cinco empates, o time soma dezessete pontos, cinco atrás do líder Cruzeiro. O campeonato ainda está no início, mas em nove rodadas, os cariocas têm construído uma boa campanha.

- Mudanças na equipe: Na última partida, contra o Brusque, Figueiredo e Getúlio entraram bem e mudaram o sistema ofensivo da equipe, dando mais mobilidade e dinamismo. Com isso, Zé Ricardo pode fazer alterações e utilizar os dois jogadores em um confronto direto contra uma equipe que promete também lutar pelo acesso até o fim.

- O camisa 10: Contra o Quadricolor, Nene foi responsável direto pelo triunfo com dois gols diante da torcida. Nesta quinta, o meia pode voltar a ser decisivo em um confronto direto. Com um ataque mais móvel, ele pode ter mais opções de passe para municiar os pontas e o centroavante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos