Companheiro de Roma, Cassano detona Batistuta em entrevista

ntonio Cassano detonou companheiros dos tempos de Roma e falou sobre Batistuta e Totti. Foto: Loris Roselli/NurPhoto via Getty Images
Antonio Cassano detonou companheiros dos tempos de Roma e falou sobre Batistuta e Totti. Foto: Loris Roselli/NurPhoto via Getty Images

Ao que parece Antonio Cassano não gosta muito de jogadores argentinos. Primeiro ele criticou Paulo Dybala e agora foi a vez de Gabriel Batistuta. O Campeão mundial em 2006 com a Itália disparou novamente e desta vez foi o artilheiro da Seleção Argentina, a quem tratou como rude e mesquinho quando ambos jogaram juntos na Roma.

"Foi horrível quando eu estava com Batistuta e Marco Delvecchio em Roma", comentou Cassano pela primeira vez no podcast Wild Moss, depois continuando a apontar o goleador argentino.

Leia também:

"Batistuta de uma maneira particular porque quando ele chegou em Trigoria (cidade esportiva de Roma) não pagava um café nem cumprimentava nenhum empregado de mesa. Isso numa altura em que ganhava dez milhões de euros, dez", desabafou.

Vale lembrar que em 2019 foi revelado que um dos filhos de Batstuta, Joaquin, que atualmente está com 23 anos trabalhava tirando xerox. Naquela ocasião o ídolo argentino argumentou que os filhos teriam que conquistar seu dinheiro.

"Para mim, que meus filhos trabalham é motivo de dignidade. Eu poderia dar um carrão para eles, mas acredito que eles mesmos não se sentiriam felizes. Caso ficassem, não sei quanto duraria essa felicidade", disse Batistuta.

Voltando a Cassano, o habilidoso ex-atacante da Azzurra também jogou munição pesada contra o ídolo máximo da Roma, Francesco Totti: "Fui para a Roma por ele. Escolhi a Roma em vez da Juventus por Totti. Eu adorava jogar com ele. Tínhamos um relacionamento maravilhoso. Depois de dois anos, quando eu tinha 20 anos, briguei e mandei ele para o inferno", contou.

Cassano já tinha falado sobre Dybala no bate papo: "Se fosse um grande jogador aos 29 anos, a Juventus não o deixaria ir", lançou, sem filtro, o ex-jogador da Inter e do Real Madrid, que sempre criticou o argentino.