Como Cristiano Ronaldo teve sua imagem 'arranhada' nesta janela de transferências

Cristiano Ronaldo não vai deixar o Manchester United nesta janela de transferências (Foto: GLYN KIRK/AFP)


Cristiano Ronaldo vai permanecer no Manchester United. Apesar de ter pedido para sair no início da janela de transferências, o craque português não encontrou um clube que estivesse disposto a negociar sua compra com os Diabos Vermelhos. O alto valor por um acerto e o projeto esportivo dos times foram os principais fatores para o astro não trocar de equipe.

O principal motivo para Cristiano querer deixar o Manchester United é que a equipe não vai disputar a Champions League nesta temporada. Assim, o português, que é o maior artilheiro da competição, desejava rumar para um clube que irá jogar o campeonato, que se inicia na próxima semana, dia 06 de setembro.

+ Janela europeia fechada! Veja os 20 clubes que mais gastaram

Dentre os clubes que estão na Champions League, poucos têm a capacidade de arcar com os custos em uma negociação por Cristiano Ronaldo, o que diminuiu as chances de uma transferência. Na Inglaterra, onde tem contrato com o Manchester United até 2023, o astro português recebe cerca de 15 milhões de libras (R$ 90 milhões) por ano. Além do alto salário, teria que desembolsar um valor pela compra em definitivo pelo atacante.

Além do aspecto financeiro, alguns clubes enxergaram outros jogadores no mercado como uma melhor oportunidade. Aos 37 anos, Cristiano Ronaldo não se enquadrava em boa parte dos projetos esportivos das equipes.

Cristiano Ronaldo chegou a ter seu nome veiculado a oito clubes europeus. Dentre eles estão Borussia Dortmund, Bayern de Munique, Chelsea, Real Madrid, Napoli, Olympique de Marselha, Sporting e Atlético de Madrid. Porém, nenhuma das equipes chegou a ficar próxima de um acerto com o jogador.