Comissões técnicas de Fluminense e Palmeiras se desentendem no intervalo

Comissões técnicas se desentenderam no fim do primeiro tempo do duelo (Foto: Reprodução/Premiere)


Em duelo direto pelas primeiras posições da tabela do Brasileirão, Fluminense e Palmeiras entraram em campo no Maracanã com clima de decisão. Além do duelo dentro de campo, as comissões técnicas de ambos os times encarnaram esse espírito e tiveram desentendimentos durante o primeiro tempo e o intervalo do jogo.

GALERIA
> Saiba quais são os clubes com as maiores médias de público

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

A confusão começou quando uma falta foi marcada para o Verdão e a comissão técnica do Flu não concordou. Segundo a transmissão do Premiere, o auxiliar de Fernando Diniz, Eduardo Barros, teria xingado Vitor Castanheira, auxiliar de Abel Ferreira. O entrevero acabou crescendo e precisou da intervenção do quarto árbitro.

Quando o árbitro Bráulio da Silva Machado apitou o final da primeira etapa, Paulo Henrique Ganso, que havia acabado de levar um cartão amarelo por reclamação, saiu de campo irritado fazendo um gesto de "acabar", lembrando o que Fred fez no Campeonato Carioca.

Mas a treta não acabou por aí. Na ida para o túnel de acesso aos vestiários do Maracanã, as comissões técnicas voltaram a se desentender. Nas imagens mostradas pelo Premiere, Fernando Diniz parecia bem exaltado discutindo com palmeirenses, assim como Eduardo Barros, que precisou ser contido por seguranças e o estafe.

Diniz inclusive ficou um bom tempo conversando com Anderson Barros, diretor de futebol do Verdão, em meio aos ânimos exaltados. Felipe Melo, ex-jogador alviverde, também parecia discutir com algum personagem de seu ex-clube, que não pôde ser identificado na TV.

Após as discussões separadas pela grade que divide o acesso aos vestiários, cada equipe foi para o seu lado e aparentemente cessou a confusão. Ambos os times voltaram para o intervalo sem punições.

Vale lembrar que no primeiro turno do Brasileirão, no duelo no Allianz Parque, que terminou empatado em 1 a 1, as comissões técnicas de Palmeiras e Fluminense também se desentenderam.