Com a vitória em Mato Grosso, Galo FA completa todas as regiões do Brasil

Pedro Souza/Atlético-MG - Galo FA já enfrentou o João Pessoa Espectros em duas decisões da Liga BFA


A última viagem do Galo FA teve um gostinho diferente. Além da vitória contra o Sorriso Hornets, de Sorriso-MT, por 53 a 0, o time alvinegro atingiu outra importante marca: competiu em todas as regiões brasileiras.Contando com a viagem para o Mato Grosso, o Galo FA já desbravou as regiões Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro Oeste. Completando assim, todo território nacional.

O vice-presidente do Galo FA, Eddie Aragão, conta sobre os desafios de um esporte “novo” para a população brasileira como é o futebol americano.

“Para diretoria é uma missão muito grande, pois fazer a logística para levar 60 atletas acaba sendo uma operação muito cara, ainda mais em um esporte novo onde os recursos são escassos. Nossa diretoria tem ousadia, conta com apoio de patrocinadores e com apoio do Estado por meio das leis de incentivo ao esporte. Buscamos sempre fazer o melhor possível para que nossos atletas estejam prontos para às partidas”, afirma o dirigente.

A região sudeste, com certeza, é a que mais tem histórias pra contar. Foram jogos marcantes como os clássicos contra o Cruzeiro FA, onde o Esquadrão Alvinegro venceu a equipe celeste por 52 a 0, conquistando o Minas Bowl 2022, contra o Tritões Futebol Americano, vencendo a Conferência Sudeste BFA de 2018 por 47 a 14, e contra o Corinthians e Vasco pelo Campeonato Brasileiro de Futebol Americano e pela Liga BFA, respectivamente.

Na região Sul do país, precisamente em Santa Catarina, o Galo FA enfrentou a forte equipe do Timbó-Rex. O jogo, que valia pela Liga BFA em 2018, teve placar de 14 a 10, com mais uma vitória alvinegra.

No Nordeste, além de belas paisagens, os torcedores puderam ver também o espetáculo entre o Galo FA e o tradicional João Pessoa Espectros, jogo pelo qual o time mineiro venceu o Brasil Bowl numa disputa pesada, por 17 a 13.

“Eu já viajei com o Galo FA para todas as regiões do país, mas, com certeza, a mais marcante para mim foi em 2018, contra o João Pessoa Espectros, no Nordeste, pois fomos campeões brasileiros. Foi uma festa do início ao fim da viagem, tudo foi impecável desde a logística ao jogo. Viajamos de avião, ficamos em um excelente hotel, fizemos reconhecimento do gramado dois dias antes do jogo e foi tudo maravilhoso”, destaca o wide receiver Conrado.

No ano passado, pelo Desafio dos Campeões, o Galo FA voou até Manaus para enfrentar o Manaus FA. O jogo terminou em 41 a 6 para os mineiros.

Victor Vilaça, wide receiver do Galo Futebol Americano contra sobre a sensação de defender a camisa Alvinegra pelo Brasil. “Quando saímos de Belo Horizonte, saímos ainda mais focados em realizar uma partida perfeita, para não ocorrer risco de derrotas. Defender este escudo lá fora é uma responsabilidade enorme, pois sabemos que estamos defendendo não só o Galo FA, mas também nossa cidade e estado”, ressalta.