Com suporte de Guto Ferreira, Vitor Jacaré se torna peça importante no Bahia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Avante vive sua primeira experiência fora do futebol cearense (Felipe Oliveira/EC Bahia)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Contratado em março deste ano como um dos reforços para a Série B do Campeonato Brasileiro, após 13 jogos já é possível dizer que o encaixe do atacante Vitor Jacaré com o Bahia se mostra bem mais eficiente do que ocorria em sua última equipe, o Ceará.

>Veja 20 jogadores que estão livres para assinar contrato

Depois de duas temporadas no Caucaia, Jacaré chegou ao clube da capital cearense com boas expectativas, mas sem conseguir apresentar a regularidade que desse maiores oportunidades como titular. Ao todo foram 23 jogos e quatro gols assinalados de 2020 até o início deste ano.

Com um cenário onde vislumbrava pouco futuro, a possibilidade de rumar ao Esquadrão (contando, inclusive, com o apreço do técnico Guto Ferreira que chegou a trabalhar com ele no Ceará), se mostrou a alternativa mais lógica e que vem se mostrando acertada.

No esquema onde a atuação dos atacantes pelos lados de campo se mostra fundamental para a eficiência do estilo de transição acelerado, Vitor já chegou a três gols em 13 jogos, quase a mesma quantidade do que marcou no último clube e com dez partidas a menos.

Além do número de tentos em si, o caráter decisivo também chama a atenção já que, nos confrontos com Cruzeiro, Ponte Preta e Sport, ele marcou os tentos que deram o triunfo (Cruzeiro e Sport) além da assistência para um dos tentos no 2 a 1 diante da equipe paulista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos