Com Seleção em peso, Grand Prix Internacional de Boxe inclui Brasil no mapa de grandes eventos

Abner Teixeira disputa a competição na categoria acima de 92kg - Foto: Wander Roberto/COB)


Os maiores astros e estrelas do boxe olímpico do Brasil terão uma agenda de lutas de alto nível na primeira edição do Grand Prix Internacional, nos dias 14, 16 e 17 de julho, no Velódromo do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. A competição contará com a presença de pugilistas de mais seis países: México, Argentina, Colômbia, Panamá, Paraguai e Equador. O Canal Combate e o YouTube da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe) transmitem o evento.

Dentre as atrações no feminino, estão Beatriz Ferreira (60 kg), medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio e campeã mundial em 2019 e atual vice-campeã mundial; Caroline Almeida (52kg), bronze no Mundial deste ano, e Jucielen Romeu (57kg), ouro no Continental das Américas em março, no Equador.

No masculino, o card reúne lutadores de excelência como Abner Teixeira (+92 kg), medalhista de bronze em Tóquio e de prata no Mundial de 2022; Keno Machado (92kg), vice-campeão mundial em 2021; Wanderson Oliveira, o Sugar (63kg) e Wanderley Pereira (80kg).

O Grand Prix terá a presença de 56 atletas, divididos em quatro times de 13 categorias. Cada equipe contará com sete atletas do masculino e seis do feminino, de acordo com as divisões de peso olímpicas definidas pela Associação Internacional de Boxe (IBA). As lutas serão realizadas em duas sessões, às 14h30 e às 17h30.

"A importância deste evento é dar início a um plano estratégico de trazermos grandes eventos de boxe olímpico ao Brasil. Fizemos uma estrutura de nível internacional, e nossa intenção é fazer uma grande festa do boxe no período de julho. Queremos impressionar as equipes convidadas e os organizadores, e mostrar que o Brasil tem capacidade esportiva e de promover grandes eventos", explica Marcos Cândido de Brito, presidente da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe).

O Velódromo do Parque Olímpico recebeu na última semana o Campeonato Brasileiro Elite, tanto no masculino quanto no feminino, em um primeiro passo em direção a objetivos maiores. No futuro, a expectativa é de fazer da estrutura o palco de um evento classificatório para os Jogos de Paris-2024.

"Fincamos os pés no calendário internacional e pretendemos repetir isto várias vezes até pulverizarmos o desejo de ter o boxe como um grande entretenimento. Queremos propiciar ao público um espetáculo, de modo que as pessoas possam curtir do começo ao fim, com grandes lutas e grande produção", completou o presidente da CBBoxe.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos