Com reviravoltas, Corinthians e Internacional empatam e perdem chance de assumir vice-liderança


Assim como nos últimos quatro encontros entre Corinthians e Internacional, as duas equipes empataram uma partida novamente. Em jogo válido pela 25ª rodada, na Neo Química Arena, Timão e Colorado ficaram no 2 a 2 e perderam chance de assumir a vice-liderança do Brasileirão, que permanece com o Flamengo (44 pontos).

+ ATUAÇÕES: Cantillo entra mal e é o pior do Corinthians no empate contra o Internacional

COMEÇO ALUCINANTE E GOL RELÂMPAGO

Aos 48 segundos, o Internacional teve lateral pela direita, houve bate-rebate, até que Fabricio Bustos ganhou de cabeça e mandou a bola para dentro da área. Johnny desviou de leve, Balbuena perdeu tempo da bola, Alemão tirou Gil da jogada e mandou para o fundo da rede.

Tudo muito rápido, assim como a velocidade do Corinthians para empatar. Aos 12', o Timão teve escanteio pela direita, Mosquito cobrou e os dois zagueiros que vacilaram no gol do adversário participaram do empate: Gil desviou para o meio e, sozinho, Balbuena empurrou a bola dentro. 1 a 1.

Corinthians x Internacional
Corinthians x Internacional

Timão e Inter fizeram jogo agitado em São Paulo (Foto: Peter Leone/Ofotografico/LancePress!)

CORINTHIANS MOSTRA INTENSIDADE E PODER DE REAÇÃO

O gol sofrido antes do primeiro minuto de jogo poderia ser um duro golpe para o Timão e ditar o restante da partida. Mas os comandados de Vitor Pereira fizeram a bola 'queimar' nos pés dos jogadores adversários com forte pressão pós perda.

Após disputa na área, a confusa defesa do Inter fez cortes parciais e não ganhou a segunda bola. Róger Guedes pegou a sobra, finalizou de fora da área e o goleiro Daniel foi o último a falhar: ele espalmou para frente o fraco chute do camisa 10 do Timão e a bola caiu no pé de Yuri Alberto, que fez valer a 'lei do ex' aos 19'.

Embora o ritmo tenha caído depois da virada corintiana, o Colorado ainda acertou bola na trave com Mauricio. A equipe paulista respondeu, mas Róger Guedes perdeu chance claríssima de ampliar.

INTERNACIONAL AUMENTA VOLUME E CORINTHIANS SE DEFENDE

O Colorado mudou de postura e manteve mais a bola no campo de ataque. Enquanto isso, com as alterações, o Timão ficou mais defensivo e teve três volantes em campo. O Inter empurrou o adversário para trás e Alan Patrick, que entrou no jogo, teve liberdade para avançar, escolheu o canto e acertou chute no ângulo para empatar.

A equipe gaúcha cresceu com as mudanças promovidas por Mano Menezes, enquanto o Corinthians apostou nos contra-ataques e dependeu das individualidades de Róger Guedes e Yuri Alberto para criar. Ambos os times tiveram receio de errar e perder o ponto, então o jogo perdeu ritmo e o placar de 2 a 2 ficou mantido.

E AGORA?

Corinthians e Internacional não jogam durante a semana e voltam à campo só no próximo final de semana, pelo Brasileirão. Agora com a distância para o líder Palmeiras mantida, o Timão visita o São Paulo no Morumbi, e o Colorado recebe o Cuiabá, no Beira-Rio.

> Clique aqui e veja a classificação do Brasileirão

FICHA TÉCNICA: CORINTHIANS 2 X 2 INTERNACIONAL
CAMPEONATO BRASILEIRO - 25ª RODADA


Local: Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data e hora: 04/09/2020, às 16h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (FIFA - SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (FIFA - SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (VAR-FIFA - RN)
Público/renda: 41.748 pessoas / R$ 2.613.444,00
Cartões amarelos: Carlos de Pena (33'/1T)
Cartões vermelhos: -
Gols: Alemão (48"/1T), Balbuena (12'/1T), Yuri Alberto (19'/1T) e Alan Patrick (21'/2T)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Rafael Ramos, 2T) (Bruno Méndez, 10'/2T), Gil, Balbuena e Fábio Santos; Fausto Vera, Ramiro (Cantillo, 10'/2T) e Giuliano (Roni, 10'/2T); Gustavo Mosquito (Mateus Vital, 28'/2T), Yuri Alberto e Róger Guedes. Técnico: Vítor Pereira

INTERNACIONAL: Daniel; Fabricio Bustos, Vitão, Gabriel Mercado e Renê; Gabriel, Johnny (Edenilson, 19/2T, Carlos de Pena, Mauricio (Pedro Henrique, 19'/2T) e Wanderson (Liziero, 42'2T); Alemão (Braian Romero, 28'/2T). Técnico: Mano Menezes