Com retornos importantes, mas sem zagueiros reservas: como chega o Boca para enfrentar o Corinthians

A presença de Villa (foto) contra o Timão é a melhor notícia para o Boca (Foto: Divulgação/Boca Juniors)


O Boca Juniors-ARG chega para o duelo de ida das oitavas de final da Libertadores, contra o Corinthians, nesta terça-feira (28), em uma situação muito diferente da que visitou o Timão há três meses. Serão oito mudanças em relação ao time que iniciou a derrota por 2 a 0, em São Paulo, no último 26 de abril.

+ Semana de Libertadores! Saiba quais são os elencos mais valiosos das oitavas

A espinha dorsal da escalação titular deve ser bem mais parecida com o Boca que empatou com os corintianos por 1 a 1, no último dia 17 de maio, também pela fase de grupos principal competição continental. Em relação a esse confronto, justamente oito atletas deverão ser mantidos.

As principais novidades são o zagueiro Marcos Rojo e o atacante Sebastián Villa, que ficaram fora durante toda a fase anterior por conta de uma confusão no estádio do Mineirão, no ano passado, quando os xeneizes foram eliminados da Liberta pelo Atlético-MG. A suspensão imposta pela Conmebol foi de seis partidas.

Villa também temia não poder viajar ao Brasil devido a um processo em que responde por abuso sexual a uma jovem, no ano passado. No entanto, o julgamento, que aconteceria na última sexta-feira (24), foi adiado para esta quinta-feira (30), e o jogador colombiano foi autorizado a viajar para São Paulo.

Tecnicamente, Sebastián Villa é um grande reforço para o Boca Juniors e vive ótima fase, com oito gols e 10 assistências em 23 jogos disputados na temporada, até aqui.

Além de Rojo e Villa, as outras mudanças em relação ao Boca que perdeu na Neo Química Arena são as voltas do goleiro Rossi, o lateral-direito Advíncula, o zagueiro Carlos Izquierdoz, o meia Varela e os atacantes Zeballos e Benedetto – os três últimos estavam no banco de reservas e entraram no decorrer da partida.

No entanto, todos os citados já estiveram à disposição na Bombonera, no último encontro entre Boca Juniors e Corinthians.

A baixa para o jogo de ida das oitavas em relação aos jogos anteriores será o lateral-esquerdo Frank Fabra, que esteve em campo tanto em SP, quanto em Buenos Aires. O colombiano está suspenso, por ter recebido o terceiro cartão amarelo na última rodada da fase de grupos, contra o Deportivo Cali-COL. Agustín Sández será o titular na função.

A dor de cabeça para o técnico Sebastián Battaglia estará mais no banco de reservas do que em relação ao time titular.

Durante a derrota para o Unión, no último fim de semana, pelo Campeonato Argentino, os dois zagueiros reservas da equipe argentina tiveram problemas físicos. Nicolás Figal distendeu o joelho direito e ficará, pelo menos, um mês afastado dos gramados. Já Carlos Zambrano, que foi titular na Libertadores durante toda a primeira fase, por conta da suspensão de Marcos Rojo, sentiu um desconforto muscular e se tornou dúvida para encarar o Timão.

Com isso, o Boca pode ir para o jogo sem zagueiros de ofício no banco de reservas. Em caso de problemas com Izquierdoz ou Rojo, a alternativa será improvisar um dos laterais na zaga.

+ TABELA - Confira e simule os jogos do Corinthians na Libertadores

- O momento da equipe é irregular. É o último campeão argentino, mas o time não voltou após o intervalo no mesmo nível. Na verdade, vem sofrendo mais gols do que antes. De qualquer forma, Battaglia poderá contar com sua equipe quase ideal. O outro que não joga é Fabra, suspenso para o jogo de ida. Ele é substituído por Sandez, um jovem. Então todo mundo que tem que jogar joga. E quando isso aconteceu, a equipe foi forte - disse o Sérgio Maffei, setorista do Boca pelo Diário Olé, da Argentina, em contato com o LANCE!.

Paralelamente a isso, o Boca Juniors deve perder um dos seus grandes jogadores nas últimas três temporadas, Toto Salvio, que vai defender o Pumas, do México.

A situação está acertada entre os clubes, mas ainda não foi anunciada oficialmente. A tendência é que isso ocorra após o jogo contra o Corinthians e Salvio não fique à disposição da volta, na Bombonera.

O camisa 10 do Boca viajou normalmente ao Brasil, deve estar na relação do jogo contra o Timão, mas a tendência é que ele inicie a partida entre os reservas.

A provável escalação inicial do Boca contra o Corinthians, para esta terça-feira (28) é: Agustín Rossi, Luis Advíncula, Marcos Rojo, Carlos Izquierdoz e Agustín Sández, Pol Fernández, Alan Varela e Óscar Romero; Sebastián Villa, Dario Benedetto e Exequiel Zebalos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos