Vasco não vence fora há dois meses e Jorginho quer time com coragem contra o Grêmio

Jorginho começou a treinar o Vasco na última terça (Daniel RAMALHO/VASCO)


Em momento irregular na Série B, o Vasco tem pecado principalmente nos jogos fora de casa. Atualmente, o Cruz-Maltino vem de uma incômoda sequência de seis derrotas seguidas como visitante. E, na última sexta-feira, o Gigante da Colina completou dois meses da última vitória longe de São Januário.


Esta última vitória fora de casa aconteceu no começo de julho, contra o Criciúma, por 1 a 0, no Heriberto Hülse, com gol de Raniel, de pênalti, em partida válida pela 18ª rodada. Desde então, nestes dois meses, foram seis jogos e seis derrotas, para Sampaio Corrêa, Vila Nova, Ponte Preta, CSA, Bahia e Brusque.

E, no próximo domingo, o Vasco tem mais um confronto longe de São Januário. Na estreia do técnico Jorginho, o Cruz-Maltino visita o Grêmio, às 16h, na Arena, pela 29ª rodada da Série B. Agora, o novo treinador quer o time jogando fora de casa da mesma forma que atua na Colina.

- Sabemos que jogar contra Grêmio, Inter, no Sul, é sempre muito difícil. Renato teve um período maravilhoso lá, situação um pouco diferente agora. Sei que vai estar um clima favorável com a torcida. O que falei ontem na apresentação é que precisamos ter coragem. Primeira coisa quero meus jogadores é justamente essa confiança, coragem de jogar. Torcida não vai entrar em campo, vai empurrar, gritar - afirmou Jorginho, na sua apresentação, na última quarta-feira, antes de completar:

- É isso, temos que acreditar. O Vasco é grande em casa, grande fora de casa e precisa ser grande em todos os lugares.

Jorginho acredita que, para voltar a vencer fora de casa, o Vasco precisa encontrar um equilíbrio entre os jogos em São Januário e como visitante.

- Então, é algo que a gente precisa trabalhar, precisa fazer com que a equipe possa ter mais capacidade e opções de infiltrações no campo, trabalhando muito nisso. Hoje estou mais preocupado com a parte defensiva, treinaremos isso a partir de amanhã já, a parte o ofensiva também é algo que a gente precisa melhorar. E no todo, acho que a gente precisa ter o equilíbrio. A equipe não pode ser, como acontece, dentro de São Januário é uma, fora é outra, então precisa ter equilíbrio - disse o treinador.

Atualmente, o Vasco tem apenas 30,9% de aproveitamento como visitante. Foram apenas 13 pontos conquistados em 14 partidas fora de casa, com três vitórias, quatro empates e 7 derrotas. O Cruz-Maltino tem apenas a oitava melhor campanha como visitante na Série B.