Com a liderança de Pri Daroit, seleção feminina enfrenta a Colômbia pelo Campeonato Mundial

Pri Daroit foi titular nos dos primeiros jogos da seleção (Divulgação/FIVB)


A ponteira Pri Daroit, de 34 anos, voltou à seleção feminina depois de oito anos. Após boas temporadas no Minas Tênis Clube, ela foi convocada pelo treinador José Roberto Guimarães e entrou de cabeça no projeto para os Jogos de Paris, em 2024. Destaque na vitória contra a Argentina pelo Mundial – foram 13 pontos em três sets -, a atacante é uma das armas do Brasil para o duelo contra a Colômbia, nesta quarta-feira, às 10h, em Arnhem, na Holanda.

+ Lembre os últimos jogos da Seleção Brasileira antes de Copas do Mundo

– Vivo a minha melhor fase profissional e estou muito feliz de ter voltado para seleção. É algo que eu queria muito nesse momento. Estou mais madura, consciente e focada no voleibol. Recebo muito apoio das jogadoras e da comissão técnica. Quero crescer mais e ajudar no que for possível a seleção. Meu primeiro objetivo é ser campeã mundial. O meu foco principal é estar nos Jogos de Paris, em 2024. Penso nisso todos os dias — disse Pri Daroit.

Conhecida por suas risadas no vestiário, Daroit acredita que a união do grupo é resultado da harmonia do dia a dia da seleção.

— Esse grupo é muito especial. Todos se gostam bastante, temos nossas individualidades, mas formamos uma equipe muito unida. Todas se respeitam. Gosto de dar risada, acho que isso é reflexo do grupo. Treinamos com muito foco, mas também nos divertimos bastante. É muito prazeroso estar na seleção e já estou com o coração doendo por essa ser a última competição da temporada — afirmou Pri Daroit.

+ Lenda da Seleção Brasileira de Vôlei, Fabi fala sobre Mundial 2022: 'Geração extremamente promissora'

A atacante aprovou a atuação do Brasil nas duas primeiras partidas do Mundial e falou sobre a expectativa para o jogo contra a Colômbia.

— Nosso início de competição foi muito positivo. Agora vamos enfrentar a Colômbia que é um adversário difícil. Elas são treinadas pelo Rizola que é um técnico brasileiro que conhece bastante a nossa equipe. Estamos conscientes do que precisa ser feito e vamos com tudo buscar essa vitória — apostou a ponteira experiente.

Capitã do Brasil, a ponteira Gabi também espera um jogo complicado contra as colombianas.

— Sabemos que a Colômbia não vai entregar ponto fácil para o nosso time. Vimos como foi o Sul-Americano. Elas vêm jogando muito bem. O Rizola conhece nossa equipe. Estamos estudando o time delas para conseguir essa terceira vitória na competição — finalizou Gabi.

O duelo do Brasil contra a Colômbia será transmitido pelo Sportv2.