Com Hugo e Felipão expulsos, Athletico vence o Palmeiras e larga na frente na semi da Libertadores

Alex Santana foi o autor do gol da vitória do Athletico sobre o Palmeiras (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)


O Palmeiras perdeu uma invencibilidade de 20 jogos sem perder como visitante ao ser derrotado pelo Athletico-PR por 1 a 0, no primeiro jogo da semifinal da Libertadores. O único gol do jogo foi marcado por Alex Santana, que concedeu ao time paranaense a vantagem simples para a volta no Allianz Parque.

GALERIA

> Relembre as maiores vendas de jogadores brasileiros

TABELA

> Clique e confira a tabela completa e simulador da Libertadores!

Verdão faz primeiro tempo muito abaixo e Athletico consegue boa vantagem parcial

O início de jogo foi movimentado e de puro equilíbrio entre as equipes. A primeira grande chance foi aparecer somente aos seis minutos, quando Flaco López recuperou a bola no campo de ataque, tabelou com Dudu e recebeu sozinho dentro da área. O camisa 18, contudo, finalizou para fora e desperdiçou.

O nervosismo dos dois times foi ficando cada vez mais notório à medida em que a bola corria. Aos 13’, Hugo Moura fez ótima jogada individual pela esquerda e cruzou para a área. Gustavo Gómez tentou afastar o perigo, mas quase fez um gol contra. Weverton, atento, salvou o Verdão, que continuava a ser pressionado.

E, enfim, aos 22 minutos, a pressão do Furacão deu resultado. A joia athleticana Vitor Roque recebeu um bom passe dentro da área do Palmeiras, dominou e passou para Alex Santana, enquanto o zagueiro Murilo só assistia. Com uma bela finalização no canto, o camisa 38 marcou seu primeiro gol com a camisa do clube para abrir o placar na Arena da Baixada.

As ausências de Danilo e Gustavo Scarpa, suspensos nas quartas de final, fizeram com que o Palmeiras tivesse inúmeras dificuldades na marcação e na saída de bola, cedendo espaços para o Athletico, que não se segurou e continuou no ataque durante todo o primeiro tempo, praticamente.

Apesar de ter feito um início de jogo ruim, Flaco López foi o autor da última chance dos primeiros 45 minutos. Depois de um ótimo cruzamento de Rony, o atacante subiu mais alto que a defesa adversária, mas cabeceou para fora e viu o time paranaense ir para o intervalo com a vantagem de 1 a 0.

Apesar das expulsões de Hugo Moura e Felipão, Furacão se segura bem e larga na frente em busca de vaga na final

Aparentemente Abel Ferreira e comissão técnica tentaram empurrar o time do Palmeiras na conversa do vestiário. Assim, aos dois minutos, Gabriel Menino recebeu próximo à área do Athletico e arriscou o chute, mas a bola apenas passou perto do gol defendido por Bento.

Aos seis, preocupação palmeirense. Hugo Moura e Raphael Veiga se envolveram em uma dura dividida, onde o meia do Verdão levou a pior. Com fortes dores no tornozelo direito, o camisa 23 deu lugar a Bruno Tabata no campo.

Apesar de estar melhor no jogo, o Palmeiras não conseguia levar um grande perigo ao gol do Furacão. Aos 15’, o jogador vindo do futebol português até que tentou com uma jogada individual e cobrou um escanteio com muito efeito na segunda trave. A zaga afastou o perigo, mas Vitinho desviou a bola com a mão e cometeu falta na entrada da área do Athletico. Na cobrança, Menino mandou para fora.

Quando o jogo começava a ficar cada vez mais nervoso, tanto do lado do Furacão, que tentava ampliar o resultado, quanto para o Verdão, que buscava o empate e a virada, Hugo Moura caiu perto do meio de campo e, esperando a falta, colocou a mão na bola, recebendo o segundo amarelo e, consequentemente, a expulsão.

Com um a menos, os donos da casa procuravam se fechar no campo de defesa, enquanto o Palmeiras ficava mais com a bola e tentava pressionar. Depois de se irritar com o árbitro de maneira incontrolável, o técnico Felipão também recebeu o cartão vermelho.

Depois, o Verdão até tentou pressionar nos instantes finais, mas sem sucesso. Com a partida apenas cadenciada, o resultado de 1 a 0 prevaleceu no marcador. O jogo de volta entre Palmeiras e Athletico-PR acontece no dia 6 de setembro, às 21h30, no Allianz Parque.

E agora?

O Athletico volta a entrar em campo já no próximo sábado, contra o Fluminense, na Arena da Baixada, às 19h, pelo Brasileirão. O Palmeiras, por sua vez, mede forças com o RB Bragantino, fora de casa, no mesmo dia e horário, também pelo torneio nacional.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 1 x 0 PALMEIRAS

Local:
Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data e hora: 30/8/2022, às 21h30
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)
VAR: Juan Lara (CHI)
Cartões amarelos: Zé Rafael e Bruno Tabata (PAL)
Cartões vermelhos: Hugo Moura e Felipão (técnico) (CAP)
Gol: Alex Santana (22’/1ºT) (1-0)

ATHLETICO-PR: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Hugo Moura, Alex Santana e Fernandinho (Léo Cittadini, aos 50'/2ºT); Canobbio (Rômulo, aos 38’/2ºT), Vitinho (Pablo, aos 38’/2ºT) e Vitor Roque (Cuello, aos 38’/2ºT). Técnico: Felipão.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke, aos 38’/2ºT), Murilo, Gustavo Gómez e Piquerez; Gabriel Menino, Zé Rafael (Atuesta, aos 38’/2ºT) e Raphael Veiga (Bruno Tabata, aos 6’/2ºT); Flaco López (Wesley, aos 18'/2ºT), Dudu e Rony (Navarro, aos 38’/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.