Com foco nas oitavas da Sul-Americana, Inter poupa jogadores em confronto contra o Ceará

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após perder por 2 a 0 contra o Colo Colo, do Chile, na terça-feira (28), e se complicar nas oitavas da Copa Sul-Americana, o Internacional vira a chave e vai até Fortaleza (CE) para encarar o Ceará, neste sábado (2), às 19h (de Brasília), na Arena Castelão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O clube colorado busca a vitória para defender sua vaga no G4, em uma posição disputada. O time ocupa o quarto lugar na tabela, com 24 pontos, mesma pontuação de Athletico-PR -que ocupa o terceiro lugar por ter sete vitórias, uma a mais do que o time gaúcho- e do Atlético-MG, em quinto, que perde no saldo de gols.

Para isso, o Inter deve superar um retrospecto geral equilibrado, mas que pende para o lado do Ceará quando o time nordestino joga em casa. Ao todo, foram 24 encontros direitos, com oito vitórias para cada equipe e oito empates. Porém, em 13 jogos com o Ceará como mandante, o Inter venceu só dois, com o clube anfitrião somando cinco vitórias e seis derrotas.

Ainda assim, o técnico Mano Menezes indica dividir a atenção entre o Brasileiro e o jogo de volta da Sul-Americana, na próxima terça-feira (5), e deve poupar nomes importantes. Conforme noticiou o GE, seis jogadores que foram titulares contra o Colo Color não acompanhavam a delegação do clube gaúcho que desembarcou em Fortaleza: os atacantes Alemão e Pedro Henrique, os meias Edenilson e Alan Patrick, o goleiro Daniel e o zagueiro Vitão. Recuperado de sintomas gripais, Taison deve integrar o time. Sendo assim, uma possível escalação inicial do Inter tem: Keiller; Kaíque Rocha, Rodrigo Moledo (Mercado) e Moisés; Heitor, Gabriel, Johnny, Maurício e Estevão; Taison e Wesley Moraes.

O Ceará, por sua vez, vem de vitória por 2 a 1 contra o The Strongest, da Bolívia, também pelas oitavas da Sul-Americana. No Campeonato Brasileiro, o time ocupa a 15ª posição, com 17 pontos, e busca a vitória para aumentar a distância da zona de rebaixamento.

O técnico Marquinhos Santos ainda não poderá contar com João Ricardo, Bruno Pacheco, Cléber e Lucas Ribeiro, que testaram positivo para Covid-19 antes da partida contra o time boliviano e ainda cumprem isolamento. O meia Vina não participou dos treinos, e sua esposa afirmou, em redes sociais, que o jogador se recupera de um quadro de hipotermia. Portanto, uma possível escalação do clube nordestino tem: Vinicius Machado; Nino Paraíba, Messias, Gabriel Lacerda (Luiz Otávio) e Victor Luís; Richardson, Richard Coelho e Fernando Sobral; Lima, Erick e Zé Roberto (Matheus Peixoto).

Estádio: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Horário: Às 19h (de Brasília) deste sábado (2)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)

VAR: Adriano Milczvski (PR)

Transmissão: Premiere

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos