Com derrota no Mineirão, Atlético-MG perde longa invencibilidade no estádio e na Libertadores

Hulk não conseguiu evitar a derrota do Atlético-MG no Mineirão (Foto: Pedro Souza/Atlético-MG)


Nesta quarta-feira, o Atlético-MG foi derrotado pelo Tolima por 2 a 1, pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Com o resultado, o Galo encerrou duas sequências invictas: na Libertadores e no Mineirão, palco do jogo.

Na competição continental o recorde era histórico e foi conquistado na última partida, diante do Independiente del Valle, ao atingir 18 partidas sem perder no torneio, desde 2019, quando perdeu para o Zamora, na Venezuela. Jogando no Mineirão, a sequência sem derrotas perdurava há quase um ano, desde 30 de maio de 2021.

No próximo domingo, o Galo terá a chance de dar uma resposta imediata ao seu torcedor, quando enfrenta o Avaí, no mesmo Mineirão, pelo Brasileirão. Ao todo, antes do revés desta noite, eram 37 partidas, com 33 vitórias e 4 empates.

Na Libertadores, mesmo com o revés o Atlético garantiu a liderança do Grupo D da competição. Agora, aguarda o sorteio para definir o adversário nas oitavas de final, que será, necessariamente, um dos segundos colocados.

HÁ O QUE SE PARABENIZAR?

Após a partida, em entrevista, o atacante Eduardo Sasha, autor do gol alvinegro, parabenizou a equipe pela entrega em campo. O time comandado por Turco Mohamed foi superior estatisticamente, mas se mostrou desorganizado nas ações, com e sem a bola.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos