Vasco possui trunfos para seguir como uma das defesas menos vazadas da Série B

Thiago Rodrigues é um dos principais destaque da defesa do Vasco (Foto: Daniel RAMALHO/VASCO)


A coletividade e a solidez defensiva são os grandes trunfos da zaga do Vasco. Na edição desta Série B do Campeonato Brasileiro o time sofreu apenas sete gols em 17 jogos, só ficando atrás do Grêmio. Cabe destacar que, mesmo com desfalques importantes nas últimas quatro rodadas, a defesa vascaína se mantém firme.

+ Confira a classificação da Série B do Campeonato Brasileiro

Tudo começa com Thiago Rodrigues. Com status de uma das melhores contratações da temporada, o goleiro é o principal destaque do sistema defensivo. Não sofreu gols em 12 das 17 rodadas já disputadas. Por vezes o camisa 1 fechou o gol e garantiu muitas vitórias do Cruz-Maltino.

Para o duelo de sábado contra o Sampaio Corrêa, o atleta será um dos desfalques. A tendência é que Halls seja titular. Inclusive, a cria da base correspondeu quando foi exigida.

+ Reforço do Vasco: como foram os 12 anos de Alex Teixeira fora do país

A zaga composta por Anderson Conceição e Quintero também é responsável por parte do sucesso do Gigante da Colina na competição. A cada rodada a dupla mostra mais segurança e um maior entrosamento. É como se jogassem junto há anos. E o substituto direto, Danilo Boza, não sai por baixo. Quando é solicitado, o zagueiro não sente a pressão e dá conta do recado.

Já nas laterais, especificamente a direita, Gabriel Dias assumiu a titularidade desde que chego. A explosão e o ímpeto do jogador são características que chamam a atenção. Porém, não joga desde a partida contra o Londrina, em razão de uma tendinite no joelho direito.

Desta forma, abriu espaço para Weverton e Léo Matos. O primeiro não encaixou no time e é contestado pela torcida. Já o segundo entrou bem no empate com o Sport e até então voltou a ser titular.

+ Como era o Vasco em 2009, ano que Alex Teixeira foi vendido para o futebol ucraniano

Pelo lado esquerdo, Edimar também é mais um atleta que cumpre seu papel e a preocupação quanto as suas ausências é real. O que foi revelado por Maurício Souza após a vitória sobre o Criciúma. Durante a preparação, o técnico do Vasco chegou a treinar com Luiz Henrique na posição, uma vez que não sabia se o garoto Riquelme daria conta do recado.

Portanto, mesmo com desfalques, a coletividade, solidez e, principalmente o poder defensivo cruz-maltino têm permanecido intactos. Frutos de um grupo unido e que luta para seguir nos trilhos do grande objetivo: o acesso à elite do futebol brasileiro.

Agora, a próxima missão do Vasco é encarar o Sampaio Corrêa e finalizar seus jogos fora de casa no primeiro turno da Série B. A partida será no Castelão de São Luís e, dependendo de como terminar a configuração da rodada, a equipe poderá abrir 12 pontos de vantagem para o quinto colocado, o Sport. Além de reduzir a distância para um ponto do líder, o Cruzeiro.

+ Edimar destaca união do Vasco na Série B: 'Trabalho é a palavra certa'

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos