Clube russo que teve Roberto Carlos e Eto'o está prestes a fechar

(L-R) coach Guus Hiddink of FC Anzhi Makhachkala,technical director Roberto Carlos of FC Anzhi Makhachkala during the Europa league third qualifying round football match between Vitesse Arnhem and Anzhi Makhachkala  at the Gelredome stadium on August 8, 2012 in Arnhem, The Netherlands. (Photo by VI Images via Getty Images)
Roberto Carlos teve Guus Hiddink como técnico em sua passagem pelo Anzhi Makhachkala. Foto: VI Images via Getty Images

O Anzhi Makhachkala, o clube russo que já ostentou nomes como Roberto Carlos e Samuel Eto'o depois de sair da obscuridade para se tornar um dos times mais ricos do mundo, está prestes a fechar.

O Anzhi não recebeu uma licença para disputar a terceira divisão russa depois de não cumprir os requisitos e está caminhando para a extinção.

Leia também:

É o último episódio da história do clube, que alcançou a primeira divisão na Rússia pela primeira vez em 2011, após um investimento significativo do oligarca bilionário Suleyman Kerimov.

O dinheiro injetado em Anzhi por Kerimov levou a uma série de contratações de alto nível, com a lenda brasileira Carlos entre os primeiros a mudar para o time russo em 2011.

Jogadores como Eto'o e Yuri Zhirkov também se juntaram antes de Guus Hiddink se tornar treinador no final daquele ano.

Como resultado do alto investimento em contratações, o Anzhi chegou às oitavas de final da Liga Europa na temporada 2012-13 e foi eliminado pelo Newcastle United.

Os problemas começaram logo depois, quando Kerimov decidiu reduzir o orçamento em meio a preocupações financeiras de fair play e o clube começou a vender seus principais jogadores, incluindo Eto'o e o brasileiro Willian, que foram para o Chelsea.

Desde então, o Anzhi caiu nas divisões na Rússia depois de ser forçado a colocar jogadores jovens em campo por causa de uma proibição de transferência imposta devido a problemas financeiros.

"A falta de uma licença de clube significa que o clube perde automaticamente seu status profissional. Toda a equipe do Anzhi fez todos os esforços possíveis para passar no procedimento de licenciamento e esperou um resultado positivo até o final. Acreditamos que este não é o fim. Acreditamos que um dia Anzhi retornará. Um dia esta estrela vai se iluminar novamente e vai brilhar ainda mais”, disse o clube em comunicado.