Classificação na Libertadores é fundamental para planejamento do Atlético-MG na temporada; Entenda

Nesta terça-feira, time enfrenta o Emelec, por uma vaga nas quartas de final da Libertadores - Foto: Pedro Souza / Atlético-MG


O Atlético-MG busca, nesta terça-feira, diante do Emelec, a classificação para as quartas de final da Libertadores. Para que isso aconteça, o time brasileiro precisa, necessariamente, vencer o jogo. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis.

Avançar de fase, inclusive, significa, para o Galo, mais que prestígio desportivo. Além da premiação financeira, estipulada em US$ 1,5 milhão, o time dá um passo fundamental para a sequência do planejamento na temporada.

Isso porquê reforços como o zagueiro Jemerson e os atacantes Pedrinho, Alan Kardec e Pavón só poderão ser inscritos na Libertadores após o dia 18 de julho, quando abre a janela de transferências. O Galo planeja lutar novamente por todas as competições que disputa.

PAVÓN NA LIBERTADORES: JOGA OU NÃO JOGA?

Inicialmente, era fato que o atacante argentino não poderia atuar pela competição continental, já que foi punido por seis jogos. Entretanto, segundo informação inicialmente divulgada pelo portal Fala Galo, nessa segunda-feira, 04 de julho, Pavón entrou com uma petição na Conmebol, alegando não poder exercer sua profissão.

E mais, Pavón acusa o Boca Juniors de vingança, uma vez que a equipe argentina já fez sete jogos pela competição e, portanto, "diante da possibilidade do jogador não chegar a um acordo de renovação com a equipe argentina e, partir na metade do ano para jogar em outro clube, o Boca Juniors lhe presenteou como uma espécie se vingança.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos