Chile promete acionar TAS após FIFA encerrar processo

Polêmica inscrição de jogador equatoriano deu esperança do Chile de disputar a Copa do Mundo, mas FIFA negou a chance.
Polêmica inscrição de jogador equatoriano deu esperança do Chile de disputar a Copa do Mundo, mas FIFA negou a chance. Foto: (Dolores Ochoa - Pool/Getty Images)

O presidente da ANFP (Federação Chilena de Futebol), Pablo Milad, anunciou nesta sexta-feira que o Chile irá apelas ao TAS (Tribunal Arbitral do Esporte), a última instância de direito desportivo, após o encerramento da investigação da FIFA pela denúncia feita pelos chilenos de que o defensor Byron Castillo, do Equador, seria colombiano e que não poderia atuar nas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, que será realizada entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro deste ano.

Em entrevista coletiva, Milad afirmou que: "A decisão não foi favorável, independentemente de todas as provas fidedignas. É surpreendente. Vamos aguardar a justificativa, que norteará o recurso que vamos fazer. Mais tarde, eles terão que decidir: se continuarem inalterado ou se abre uma nova janela para o Chile. É um processo natural, quando há provas fundamentadas e legais. Vamos continuar com a mesma força e convicção. Meu sentimento é que estamos indo para o primeiro tempo de um jogo e estamos perdendo por 1 a 0. Ainda há o segundo tempo".

Leia também:

No começo do mês passado, o Chile pediu que a entidade máxima do futebol elimine o Equador, o que beneficiaria os chilenos que ficariam com a vaga para a competição que será disputada no Catar. Uma reclamação de várias páginas, que contém documentos de registro, incluindo certidões de nascimento, que mostram que o defensor Byron Castillo nasceu na Colômbia três anos antes do que foi declarado em os documentos usados ​​para identificá-lo como equatoriano, foi entregue pelos chilenos, mas a FIFA, nesta sexta-feira encerrou o processo.

De acordo com a entidade, o Comitê Disciplinar encerrou o processo contra a Federação Equatoriana de Futebol: "Depois de analisar as alegações de todas as partes interessadas e considerar todos os elementos apresentados, o Comitê Disciplinar da FIFA decidiu encerrar o processo instaurado contra a FEF".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos