Ceni minimiza expulsão de Miranda e projeta futuro do São Paulo: 'Ganhar a Copa do Brasil seria fantástico'


União. Esse pode ser o diferencial do São Paulo na semifinal da Copa do Brasil contra o Flamengo, que se inicia na próxima semana (a CBF definirá os mandos de campo ainda). Após o empate em 2 a 2 com o América-MG nesta quinta-feira (18), em resultado que classificou o Tricolor, o técnico Rogério Ceni apontou o diferencial para o temido rival, mas descartou que seja uma obsessão conquistar o principal mata-mata nacional, título ainda inédito no Morumbi.


GALERIA
+ Confira as notas aos jogadores do São Paulo no empate com o América-MG pela Copa do Brasil dadas pela equipe LANCE!


- Ganhar a Copa do Brasil em um clube que trabalhei a vida toda e não ganhei seria fantástico. Obsessão é o próximo jogo. Vamos ver quem é o melhor time para tentar ganhar domingo (do Santos). Temos a amizade de todos, união que é o que pode fazer a gente passar do Flamengo (na Copa do Brasil) e do Atlético-GO (na Copa Sul-Americana).

Sobre o duelo desta quinta, o São Paulo vinha dominando amplamente o mandante até o início da etapa final, quando Miranda recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

O experiente defensor será desfalque certo para o primeiro jogo com os cariocas, mas Ceni preferiu, na entrevista após o jogo, minimizar o impacto da expulsão.

- Não vejo que foi um jogador que colocaria algo por água abaixo. Eu não vi de onde eu estava se ele tocou no jogador. O que mais destaco são os outros que estavam em campo. Abaixar as linhas com um a menos é natural. A gente tentou se manter em campo, só que começou a dobrar os lados e passamos a jogar no 4-4-1, e o Calleri estava pendurado e era um risco. O Nikão sustenta bem daquele lado. Mudamos para deixar um time mais experiente. Acho que fizemos o que era possível ser feito, mas confesso que nos primeiros 30 minutos de jogo pensei que se apresentaria um jogo melhor no final. Em determinado momento paramos de jogar, mandamos bola pelo alto e saímos pressionado.

Antes da decisão contra o Rubro-Negro, no entanto, Ceni projeta o Tricolor pelo Campeonato Brasileiro. O próximo adversário será o Santos, às 19h (de Brasília) de domingo (21). E o treinador ainda vê a competição, senão como uma prioridade, pelo menos com a obrigação do clube somar pontos , afastar de vez riscos desnecessários de rebaixamento e lutar por alguma vaga que seja possível.

- No Brasileiro precisamos de pontos. As Copas são ilusórias, o Brasileiro vai até o dia 13 de novembro e temos que estar com uma vaga na pré-Libertadores. O pessoal fala que o trabalho é legal, mas não consegue o objetivo e já falam que o trabalho é ruim. A gente tem que estar ligado no Campeonato Brasileiro, porque se der errado em alguma das duas tem que estar na Libertadores do ano que vem. Por renda e por tudo mais – completou o treinador.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa do Brasil-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!