CBF registra Vasco da Gama como SAF

Próximos passos do Vasco são transferir os ativos e 70% da SAF para a 777 Partners.
Próximos passos do Vasco são transferir os ativos e 70% da SAF para a 777 Partners. Foto: (Thiago Ribeiro/AGIF)

O próximo domingo, quando o Vasco da Gama visita o Bahia na Arena Fonte Nova em partida válida pela vigésima sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, marcará uma nova era na história do clube de São Januário. A partida será a primeira da história do Vasco como SAF (Sociedade Anônima do Futebol), uma vez que foi registrada hoje, no site da CBF, a transferência e o registro da nova empresa.

A partir deste ponto, o presidente do clube, Jorge Salgado, já não terá mais poderes para atuar frente ao futebol do clube da Cruz de Malta, isso será feito pela 777 Partners, que já definiu três nomes para atuar na SAF:o CEO Luiz Mello, o diretor esportivo Paulo Bracks e, por último, o diretor financeiro Lúcio Barbosa.

Leia também:

Os próximos passos a serem tomados pelo Vasco são a conclusão da transferência dos ativos do clube (funcionários e jogadores) para a SAF, além, é claro, dos 70% das ações para o conglomerado dos Estados Unidos, que, a partir disso, fará a transferência da quantia da negociação para as contas do Vasco SAF.

De acordo com o colunista Diogo Dantas, do jornal O Globo, o grupo irá esperar que o acesso do Vasco para a Série A do Campeonato Brasileiro se concretize para, enfim, começar a buscar reforços para a temporada de 2023. Enquanto não contrata novos jogadores para vestirem o manto alvinegro, o diretor executivo Paulo Bracks, que atuou pela última vez no Internacional de Porto Alegre, irá mapear o mercado de transferências junto do setor de análise e inteligência de mercado do Vasco para montar o leque de opções disponíveis para o próximo ano.