CBF divulga análise do VAR de Palmeiras x São Paulo e indica erro ao ignorar possível impedimento


Passadas 48 horas do apito final do jogo entre Palmeiras x São Paulo, pela Copa do Brasil, a CBF finalmente divulgou os áudios e a análise do VAR dos lances polêmicos da partida que classificou o Tricolor para as quartas de final da competição. A entidade indicou erro no procedimento da equipe de checagem em possível impedimento. (Assista ao lance em questão no vídeo disponibilizado acima).

GALERIA
> Veja 20 nomes sul-americanos interessantes ainda sem clube

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Logo no começo do vídeo, uma narração relata os protocolos para checar o lance todo. Nesse momento, há a afirma de que é preciso escolher os melhores ângulos para analisar toda a jogada, incluindo traçar a linha do impedimento, já que Calleri e Gustavo Gómez estão em posição "ajustada" no momento do lançamento da bola.

- O árbitro assistente de vídeo deveria ter observado os melhores ângulos disponíveis. Em lances ajustados, a linha virtual deve ser utilizada para a confirmação da decisão de campo - disse o vídeo.

A palavra "ajustado" pode ser ouvida no momento do lançamento de Miranda e o assistente, como é protocolo em lances assim, não levanta a bandeira. A jogada segue para dentro da área, e Gómez e Calleri se enroscam, até que o centroavante são-paulino cai na área.

- Vuaden, Emerson chamando, recomendo a revisão por possível penal - comunicou Emerson de Almeida Ferreira, árbitro do VAR.

- Tem duas ações do defensor e o atacante tenta jogar por duas vezes consecutivas e não consegue - explica Emerson enquanto Vuaden analisa o lance.

- Perfeito. Depois ele cai e não consegue jogar. Pênalti e cartão amarelo - responde Vuaden.

Em momento algum o VAR analisa o momento do impedimento ou traça as linhas para checar se a posição de Calleri é regular. O lance, de fato, é ajustado e somente poderia ser revisado com ajuda do recurso eletrônico, o que estava à disposição e não foi utilizado.

Por isso, Emerson de Almeida Ferreira e Marcus Vinicius Gomes, que estavam responsáveis pelo VAR no clássico, acabaram sendo retirados da escala da 17ª rodada do Brasileirão-2022, em que atuariam em Athletico-PR x Internacional. A CBF alegou que devido ao fato de a dupla estar "sob avaliação de seu desempenho técnico".

Possível pênalti em Dudu no primeiro tempo

Outro lance que os palmeirenses reclamam muito é de um possível pênalti em Dudu, no primeiro tempo, em que o camisa 7 tenta driblar Diego Costa e é impedido de seguir no lance, pois é obstruído pelo adversário. Vuaden mandou o jogo continuar, e o VAR corroborou com a decisão de campo citando o critério em um lance anterior.

- Foi igual lá de trás, mesmo critério - alegou Emerson.

O Palmeiras entrou com um recurso na CBF pedindo esclarecimentos sobre a checagem. Internamente, os dirigentes mostram muita indignação pelo prejuízo que esse tipo de erro causa esportiva e financeiramente ao clube, principalmente com a possibilidade de utilizar o VAR para minimizar os possíveis erros de arbitragem.

Gustavo Gómez x Calleri - Palmeiras x São Paulo
Gustavo Gómez x Calleri - Palmeiras x São Paulo

Lance do pênalti foi polêmico (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos