Casares é provocado pela torcida após eliminação e processo contra opositores no São Paulo

Casares tenta proposta de reeleição no clube (Foto: Reprodução/ São Paulo FC)


Na última quarta-feira (14), após a eliminação do São Paulo na Copa do Brasil ao ser derrotado pelo Flamengo, Julio Casares - presidente do clube - utilizou das suas redes sociais para felicitar a campanha do time na competição mesmo com o resultado negativo. Mas a reação do presidente não foi bem recebida pela torcida.

Galeria
> ATUAÇÕES: São Paulo começa abafando, mas cansaço bate e falhas individuais aparecem em eliminação

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro

-> AO VIVO E DE GRAÇA: LANCE! vai transmitir ao vivo e de graça jogos da Bundesliga a partir deste sábado. Confira todas as informações sobre o torneio e transmissão aqui.

Julio Casares, e o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Olten Ayres de Abreu Júnior, entraram na Justiça contra opositores que usaram as redes sociais para criticar a tentativa dos dirigentes em aprovar a reeleição da atual gestão para mais um mandato. Entre outros termos, taxaram a atitude como "golpe".

As informações foram publicadas inicialmente pelo portal "UOL" e confirmada pela assessoria de imprensa do Tricolor ao LANCE!. A votação para aprovação ou não da volta da reeleição ao estatuto são-paulino será decidida em assembleia geral de sócios no próximo dia 24, após ser aprovada pelo Conselho.

Casares processou pelo menos dois sócios do clube por difamação até a publicação desta reportagem: Kristian Carneiro Orberg e Fábio Giaconi de Brito Machado. Além da dupla, Olten ajuizou queixa-crime contra outros três integrantes do quadro associativo tricolor.

O escritório de advocacia que representa os dirigentes são-paulinos é o mesmo que trabalha para o clube na apuração do vazamento do contrato de patrocínio master estabelecido com uma casa de apostas. As custas processuais são pagas pelo próprio clube.

"Como a ofensa se deu em virtude do exercício do cargo, o SPFC tem um seguro para tais situações e pretende ser ressarcido por isso", diz nota divulgada pelo time do Morumbi.

Os alvos de Casares nos processos são integrantes de um movimento oposicionista conhecido no clube. Desde a nova tentativa da gestão atual de votar a aprovação da reeleição, em agosto, tal grupo vem usando um grupo de Facebook para mostrar sua indignação com o fato.

- É de conhecimento público que o querelante (Julio Casares) é o atual presidente do São Paulo Futebol Clube (SPFC) e, desta feita, nada mais danoso à sua reputação e ao desenvolvimento do seu trabalho que as alegações maledicentes publicadas pelo querelado", argumenta a defesa dos dois dirigentes. Para depois continuar: "diante do exposto, requer seja recebida e processada a presente Queixa-crime, determinando-se a citação do Querelado para responder às acusações aqui formuladas e, ao final, que seja condenado nas penas dos crimes previstos no artigo 139 do Código Penal, subsidiariamente requer que o Querelado se retrate publicamente de suas alegações - diz parte do processo a qual o L! teve acesso.

Em meio a este contexto, na postagem feita por Casares nas redes sociais, diversos torcedores se posicionaram a respeito. Na publicação em si, foi postada uma foto do presidente junto a Pablo Maia e uma mensagem de apoio ao time.

- Os atletas honraram a nossa camisa. Dignidade e raça. E a torcida deu um show, obrigado - escreveu.

Entre os comentários, era possível notar alguns torcedores citando o processo em tom irônico e de crítica, e novamente utilizando o termo 'golpe' para descrever a situação.

- Se eu falar, vou ser processado? - disse um torcedor.

- Se eu criticar, vai me processar? As custas de quem? - comentou outro.

- Não bastava querer se perpetuar no poder, agora está processando torcedores que te criticam? Usando dinheiro do São Paulo para fazer isso - criticou mais um.

Como uma forma de contornar as críticas recebidas, o presidente do clube fixou alguns comentários a seu favor na postagem. Um deles, inclusive, do presidente de uma das torcidas organizadas do clube.

- O maior patrimônio do clube, seguimos juntos - disse o presidente da organizada em um dos comentários fixados.

O presidente do Conselho do clube tricolor moveu ações contra também o conselheiro José Alexandre Medicis da Silveira e os sócios Gabriel Passos Perecini e Newton Luiz Ferreira.

Jornalista, Perecini inclusive é integrante de um canal no YouTube onde comenta o cotidiano Tricolor. Todos teriam feito críticas à gestão Casares nas redes sociais entre o ano passado (quando uma tentativa de fazer alterações no estatuto do clube acabou barrada pelos sócios) e neste.